Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Um porre de saudade!

Saudade, esconderijo do outrora.
Caminho entre a lágrima e o riso,
por onde viajei e, só por isso,
eu sinto esta saudade como agora!

Como fosse um adeus que foi embora,
um regresso que nunca vai voltar!
Como dormir na hora de acordar,
só pra poder sonhar fora de hora.

Como beber e não se embriagar,
para que sóbrio possa enfim beber,
até o coração cambalear...

E, de saudade, vir a enlouquecer.
E, enlouquecido, assim, possa ficar
de porre até querer não mas querer.

E cochichar meus versos, junto ao mar,
por sobre a bruma triste do meu ser.
 
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 10/11/2005
Reeditado em 17/02/2020
Código do texto: T69875
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 66 anos
1707 textos (80571 leituras)
353 áudios (3345 audições)
14 e-livros (5480 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/20 05:45)
Herculano Alencar

Site do Escritor