Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


NAVEGANDO NO AMOR

Acorda-me despido de qualquer pudor
Traz para mim palavras de amor
Com a boca, com seu corpo que sobre mim navega
Estou nas tuas mãos, numa inteira entrega

Desejo-te mais do que a própria vida
Sei que me amas também, não estarei perdida
Quando me amas vou à Lua
Qual ela estou a te esperar, nua

Junto a ti trilho caminhos do coração
Como posso resumir n'um verso, esta paixão
Ah, feliz serei, um amor sincero terá

Chegará o dia, que no oceano do teu coração
Poderei navegar e te direi minha paixão
Te amo, tanto, tanto... E, eterno será...


 

Luamor
___________
_______



Ouça o que gosto de ouvir 






 Honrada fico, com as brilhante interacões, dos mestres Jacó Filho, Miguel Jacó, CasMil, Najet Cury, Poeta Olavo


OCEANOS DE DESEJOS
 
Vi-me dizendo sim, sonhando no paraíso,
Navegando nuvens, com você ao meu lado,
E os mesmos desejos eram ali, revelados...
 
Oceanos de luz sem fronteira nem aviso,
Levam-nos à loucura, presos à felicidade.
Matando pudores, mas jurando eternidade,
 
Sendo um pro outro, senhores do veleiro
Que leva nossas vidas ao cais do oleiro...
 
Jacó Filho


TE DEVOTAS A MIM EM TEMPO CHEIO.
 
Te devotas a mim em tempo cheio eu reconheço
Nunca fostes uma dissidente nem oportunista
Muito menos tens conceitos que me destruam
São infindáveis tuas qualidades ó minha Afrodite.
 
Quando juntamos os nossos corpos indo ao coito
Não tenho pressa o meu orgasmo está garantido
Mas me devoto a satisfazer-te em teus pedidos
Pois no amor sermos afoitos nos dar prejuízos.
 
Quando nos unimos diante de Deus em comunhão
Tu me jurastes o que te jurei logo em seguida
E assim cumpriremos para todas as nossas vidas.
 
Se eu te faltar por um infortúnio desta natureza
Terás de mim as lembranças mais comprometedoras
Sempre enfatizei-te do nosso amor ser promissor.
 
Miguel Jacó

 
 
Sensualidade intensa
Que em teu ser navega
Sensibilidade imensa
Que o amor não nega...
 
CasMil



Que me importa quem fui,
Quem sou ou serei,
Se sempre me verei
Pelo teu olhar?
Que importa o que vi,
Tenho ou sonharei
Se tudo o que me completa,
Só tu podes me dar?
Que importa o que amei,
Vivi e desejei,
Se o teu amor é o único amor
Que eu aprendi a desejar?
 
Najet Cury

 
 
"Não há nada mais sublime
Do que lhe conhecer por dentro
Amar tanto assim não é crime
Nem prazeres nesse momento.
 
Poeta Olavo

 
Luamor
Enviado por Luamor em 30/06/2020
Reeditado em 05/07/2020
Código do texto: T6992426
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Luamor
São Paulo - São Paulo - Brasil
1072 textos (83238 leituras)
17 áudios (921 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/07/20 07:01)
Luamor