Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




ANOITECER  SERTANEJO


Recôndito em veredas da minha alma
Recordo a lua cheia, o céu, a roça
Enluarado fulgor sobre a palhoça
Trazendo tácita poesia calma
 
Ocaso vem beijando a pulcra terra
Embalando no colo de mansinho
No nosso peito dorme um passarinho
Quanta poesia o anoitecer encerra
 
Acesos vagalumes da emoção
No coração a saudade estremece
A vida canta sublime canção
 
Quando adormece extenuada a terra
A brisa célere diz uma prece
Ajoelhada, contrita, ao pé da serra



Yeyé





Imagem-Google

 
Yeyé Braga
Enviado por Yeyé Braga em 30/06/2020
Reeditado em 03/07/2020
Código do texto: T6992436
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Yeyé Braga
Borborema - São Paulo - Brasil
233 textos (37330 leituras)
2 áudios (558 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/07/20 06:48)
Yeyé Braga