Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJO

Troque o desejo pelo tempo e não reclame...
Assim te dou uma rosa, que espeta o dedo.
Jogue-a contra mim, não seja infame
Nem tudo que se joga espeta, nem a degredo.

Assumo o erro, e me jogo na peça
Onde o roteiro é dádiva repentina.
Não a eu, veio por mim e essa
enxurrada vermelha, ou sina.

Rogo o seio à forma humana divina:
Que se desprende, pende e tende
A se grudar na hora que passa, menina,
E não o beijo que morde independente.

Quer-lhe a paisagem detrás
Ou a dupla verdade traz.
Anderson Pagotto
Enviado por Anderson Pagotto em 30/06/2020
Código do texto: T6992570
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Anderson Pagotto
Afonso Claudio - Espírito Santo - Brasil, 30 anos
10 textos (124 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/07/20 07:17)
Anderson Pagotto