Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LINGUAGUAM CONHECIDA E SEM PLATÉIA.







O cântico das almas falidas
Contemporizando com o tempo e a solidão
Alheios aos olhos dos milhões de vizinhos
Carregando consigo o fardo da exclusão.

Quanto ao difundido menosprezo profundo
Lassos lamentos! Apenas isso, saem dos lábios!
Enfileirados nas praças sussurram, contudo!
Sou a vida!Vida sem sonhos e lagrimas.

Solitárias vagam sob olhares estarrecidos
Nenhuma providencia pelos os homens é tomada
Continuando o acaso e a dor nos rostos sofridos.

Esquecidos! Olham o progresso, tão belo.
Empíricos cantam seus cânticos tristes
Linguagem conhecida e sem platéia.
luizpoetista
Enviado por luizpoetista em 22/10/2007
Código do texto: T704647
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
luizpoetista
São Paulo - São Paulo - Brasil, 60 anos
1430 textos (105684 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 12:11)
luizpoetista