Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Versejar Da Alma

Se meu coração marulha palavras, elas saem de mim,
como ensejo da alma, endossadas pelo serenar dos olhos,
que se enternecem em lágrimas ao som compassado
das pequenas canções do dia, que brilham como o sol.

Borbulham nas entranhas do ser, marinhadas ao entardecer,
tantas frases, tantas linhas, que querem dizer, falar, gritar,
encordoadas com o pulsar do coração de ritmo acelerado,
descompassando a vida, o horizonte do viver, batendo forte.

Mas não saem, ficam lá, presas, sufocadas, com medo,
amordaçadas em si mesmas, se atabalhoando, caladas,
reprimidas por temor de não saber o que dizer, errar...

E o tempo de passar roda, roda, faz a gente nem pensar,
parabeniza o silêncio que a alma faz desgostosa, pranteia
o versejar inaudito que cala, louco, tonto, quando queria falar...
Maria
Enviado por Maria em 29/10/2007
Reeditado em 29/10/2007
Código do texto: T714516
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4824 textos (195041 leituras)
1 e-livros (121 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 06:50)
Maria

Site do Escritor