Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
** Nosso Amor (Inda) **

 
Eu, inda creio que seu amor é meu, eu vou insistir.
Esse outro cara não tem nada, nada a ver contigo.
Hoje você quer que sejamos bons e velhos amigos.
Sem você não vivo, do seu amor não posso desistir.

 
O meu amor tem tons reais, não é capaz de te ferir.
Eu perdoo os seus deslizes, por favor, fica comigo.
Nosso amor inda tem os sabores do pão e do trigo.
O que mais desejo e quero que você me faça sorrir.

 
Você, inda é a fina flor, que em mim parou de florir.
Não posso viver assim, me tire deste rígido castigo.
Me dê uma nova chance, não me sinto seu inimigo.

 
Eu te perdoo o meu amor é seu, eu sou seu abrigo.
O nosso amor inda reina, que tal vamos nos repetir.
Volta, vamos nos sentir, venha vamos nos divertir...

 
José Aprígio da Silva.
“Lorde dos Acrósticos”
Stenius Porto.
Brasília/DF
Sábado, 29 de Setembro de 2012 – 17h06.
 
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA e STENIUS PORTO.
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 28/02/2021
Reeditado em 28/02/2021
Código do texto: T7195524
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1921 textos (183140 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/04/21 23:57)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA