Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pesarosas Notas

E quando aqui sonhando se lembrares,
Do tempo que se fora com carinho.
A fragrância hás de vires pelos ares,
Da rosa que se abriste em teu caminho.

E quando, a soluçares, tão sozinho,
Sentires, a alma, triste, padeceres,
Serás pra ti, meu peito, como um ninho
Que em silêncio vais adormeceres.

Ao clarão de antigas reminiscências,
O negror sombrio dessas dolências,
Deixaste nessas ruas, tão queridas...

Na solitude fria dessas portas,
Eternamente como freiras mortas,
No peito para sempre adormecidas.
ThiagoRodrigues
Enviado por ThiagoRodrigues em 08/04/2021
Código do texto: T7227105
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
ThiagoRodrigues
Itirapina - São Paulo - Brasil, 36 anos
193 textos (2510 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 06:48)
ThiagoRodrigues