Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
RUMOS OPOSTOS
 
Um dia eu dediquei metade do que eu era
E deixei outra banda pra cuidar de mim...
Mas nosso caso por acaso teve um fim,
Roubando a linda flor da minha primavera.
 
Seguimos por caminhos totalmente alheios
E sentimos orgasmos n’outras bocas frias,
- Tu ensinando a outros tuas fantasias
- E eu com a boca amarga lambendo outros seios...
 
E hoje a solidão batendo à tua porta
Sussurrou-te ao ouvido com a voz quase morta:
- É essa a vida que tu queres para ti?
 
Os teus lábios tremendo e o meu nome chamando
Balbuciaram tristes e desabafando:
- Deixei-o quase morto mas também morri...
 
 
Nizardo Wanderley
Enviado por Nizardo Wanderley em 10/11/2007
Reeditado em 10/11/2007
Código do texto: T731098

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nizardo Wanderley
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
679 textos (93002 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 17:29)
Nizardo Wanderley

Site do Escritor