Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

- A VIDA


Sempre há uma vida nova e um novo dia
                                     Célia Lamounier.

A gente vem de um nada. E o tempo, a lida,
pega esse nada e leva em sua cauda,
feito papel carbono em cuja lauda
vai decalcando e costurando a vida.

Passam-se dias e anos. Na vencida
desse passar veloz e permanente,
o tempo arrasta, em sua cauda a gente
traçando o risco e a pauta colorida...

E vai e vai, de lento na escalada,
de noite, de manhã, de madrugada,
no passo de quem anda e não se avia...

Na viravolta, independentemente,
do sim, do não, ou do querer da gente,
Sempre há uma vida nova e um novo dia.

João Justiniano
Enviado por João Justiniano em 25/11/2007
Código do texto: T751737

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Justiniano
Salvador - Bahia - Brasil, 97 anos
619 textos (20264 leituras)
13 e-livros (1030 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 03:06)
João Justiniano