Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Rosas de Hiroshima e Nagasaki".

Oh... - que agonia em ver o conflito armado!
Da guerra insana que conduz à dor e à morte.
No rastro frio ataca a vida e a terra é dizimada,
Na avalanche de embates que há de toda a sorte.

O ataque à Pearl Harbour fora deveras o estopim,
Que reacendeu a guerra plena já quase sufocada,
Então... - a bomba atômica o homem explode sim,
A rosa de Hiroshima é cruel desabrochada.

Quisera não me lembrasse, agora, dessa triste cena,
Quisra não ver o solo aberto em crateras fumegantes,
E na terra fria a irradiação da morte plena!

Quisera não visse eu corpos se decompondo sobre o solo,
Quisera não visse eu outros soterrados sob escombros,
Um quadro horripilante de dor e agonia!

Sobre o local um caça passa... - observa em vôo rasante,
O resultado catastrófico da cruel e insana investida,
Vêem o campo e a relva castigados pelas brasas carburantes,
Nada mais resta... - a cidade está vazia e sem vida!

Ainda assim, não contendo o ímpeto da cruel destruição,
Há um novo alvo na mira de um soldado insensível,
E agora... é Nagasaki a estranha opção,
Da nova tela a surgir tão breve... - que cena incrivel!

São novas cenas que se me tocam lá no fundo.
E esses conflitos, insanos, nunca nos conduzem a nada,
Mas, quem sou eu?... - Para ter poder de mudar o mundo.

Se estivesse em meu alcance... - o mundo era um mar de flores,
E lá no meu jardim somente haveria de florir as rosas,
Jamais iguais às de Magasaki ou as outras de Hiroshima!

Nota: Esta Poesia consta do livro: Conto, canto e encanto com a minha história [História da cidade de Arujá... - página 34].




YOSEPH YOMSHYSHY
Enviado por YOSEPH YOMSHYSHY em 01/12/2007
Reeditado em 09/04/2008
Código do texto: T760438

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
YOSEPH YOMSHYSHY
Arujá - São Paulo - Brasil, 74 anos
300 textos (25045 leituras)
16 e-livros (213 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 04:43)
YOSEPH YOMSHYSHY