Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poeta inconseqüente.

Autor: Daniel Fiúza
            02/12/2007

Sou um poeta assim mei’ diferente
que precisa ter motivo e desafio
às vezes na minha alma sinto frio
outras vezes eu a sinto muito quente.

Careço de paixão inconseqüente
em todos os poemas que eu crio
deixando meu coração por um fio
pela dama que me olha envolvente.

A emoção me inspira de repente
ao sentir na espinha um calafrio
grandes ondas preenchendo meu vazio
na vontade que me chega tão ardente.

Então escrevo apaixonadamente
pro amor peregrino e tão vadio.

Domfiuza
Enviado por Domfiuza em 02/12/2007
Código do texto: T762327
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Domfiuza
Santa Barbara D'Oeste - São Paulo - Brasil
1103 textos (144888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 15:06)
Domfiuza