Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por Terminar

Minha mão descreve curvas tortas,
minha mente vaga por vielas.
E uma faca tira as coisas mortas,
das barrigas quentes das "donzelas".

Nunca fui o homem que contente
ia em sua vida retirando
de um pai que então seria ausente
a prole morta dentro de um manto

Força enorme é a dessa prole
que perdeu-se no umbral eterno
consumando uma tristeza do inferno

Não há abraço que os pais console.
Aquele que dá a vida jamais deveria
ter de vê-la partir um dia.
gothmate
Enviado por gothmate em 29/11/2005
Código do texto: T78040


Comentários

Sobre o autor
gothmate
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 44 anos
26 textos (1068 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/02/20 17:37)
gothmate