Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esquina da rua

 

Cara me poupe não faça comentários,

sobre a mulher ali na esquina da rua.

Tu não devias dizer nada, devias calar,

se hoje ela está ali, a culpa é toda tua.

 

Cara, me dizer, que ela é prostituta,

não vai mudar o meu jeito de pensar.

Prostituta ou não ela é só uma mulher,

seu único erro foi um dia te encontrar.

 

Nesta mesma rua onde ela te conheceu

hoje ganha a vida vendendo seu corpo

sem, se queixar da vida dura que leva.

 

Cara, tu és covarde, tu és um maldito,

não me olhe assim, eu só digo a verdade,

que tu merece ouvir, por ser um covarde.

 

 

Balneário dos Prazeres: 30 / 01 / 2008

 

 



Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 30/01/2008
Código do texto: T839651
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
2317 textos (155552 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/21 20:17)
Volnei Rijo Braga