Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No jardim da vida

Ao ver chegar ao fim o amor perfeito
que outrora dediquei a Margarida,
no riso de Maria descobri
que agora é Rosa a minha preferida.

Mas, não sabendo se meu bem me quer,
eu cravo no meu peito esta dor
que, se não é perpétua, perpetua-se
e é sempre viva, como o é o amor.
 
E Benedita entrou em minha vida
mas, com um boa noite, ela partiu,
levando numa nuvem meu amor.

Depois de transcorridas onze horas,
sentindo a maravilha de viver,
a Violeta eu dei o que restou.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 01/04/2005
Código do texto: T9119
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 72 anos
936 textos (291454 leituras)
36 áudios (11201 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/20 09:03)
Paulo Camelo

Site do Escritor