Avlis
Teoria Leterári
 
a
Definição:
Uma modalidade de poemas criada por Chico Chagoso em agosto de 2011.
 
Etmologia e Gênese:
Avlis é um anagrama para Silva, o ultimo nome do Autor. Inicialmente a modalidade foi idealizada como um exercício de repetição de versos com manutenção da rima. Baseado no Rondel e no Pantum, foi trazido para o Recanto das Letras, onde ganhou admiração de alguns confrades.

Estrutura
O poema Avlis compõe-se do título, uma quadra, um terceto, um dístico e um monóstico. Os três últimos versos da primeira estrofe se repetem, um a um, como último das estrofes seguintes (único, no caso da quarta) . A estrutura abaixo deve ser seguida regiamente:

Título
[Linha em branco]
Quadra
[Linha em branco]
Terceto
[Linha em branco]
Dístico
[Linha em branco]
Monóstico

Métrica:
O mesmo número de sílabas para todos os versos. O autor recomenda versos com 5 sílabas poéticas (redondilha menor) ou com 7 (redondilha maior). A contagem das sílabas segue a poética portuguesa

Rima:
Não exigida mas muito bem aceita.
Sugestões:
     aBAB², baB, aA B²;
     aBB²A, baB bB² A;
     aABB², aBA, bB, B² e
     xABC, xxA, xB, C (para o caso de versos brancos)

Ritmo:
Não é obrigatório seguir padrão algum, mas sempre muito apreciado.
Sugestão:
     Redondilha maior:
          2ª e 7ª sílabas (Jambo+Díbraco+Anapesto);
          3ª e 7ª sílabas (Anapesto+Peônio de 4ª)
     Redondilha menor
          2ª e 5ª sílabas (Jambo+Anapesto)

Repetição de verso:
O verso VII (Último da segunda estrofe), igual ao II
O Verso IX (Último da terceira estrofe), igual ao III
O verso X, igual ao IV

Mote:
Livre mas deve ser único

Sugestão de desenvolvimento:
Verso I - Introdução
Verso II - Desenvolvimento/Argumentação
Verso III - Desenvolvimento/Argumentação
Verso IV - Conclusão

Verso V - Introdução da Reflexão/Réplica.
Verso VI - Argumentação da Reflexão/Réplica
Verso VII -Conclusão da Reflexão/Réplica (idêntico ao II)

Verso VIII - Uma antítese ou paradoxo em relação ao todo.
Verso IX - Idêntico ao III - Antagônico ao VIII (naturalmente)

Verso X - Idêntico ao IV - Conclusão do mote.

Pontuação e capitalização:
Normal, seguindo a praxe do Português: Ponto Parágrafo, final, exclamação, interrogação, ponto e vírgula, etc., etc. Bem como Letras maiúsculas no início da cada frase.

Particularidades:
Por ser totalmente calcado na repetição de versos esta modalidade de poemas não admite variações que alterem esta formatação.

Ponderações:
Trata-se de uma modalidade já bem definida, mas sugestões que visem melhorias (não mudanças estruturais) serão consideradas. Na condição de leigo, aceito também contribuições científicas.

Citações e referência:
Para citar a origem da modalidade, ao publicar um Avlis, o criador pede que, sempre que possível e em nome da didática:
- Integrar ao título o termo "Avlis", ex.:

Rosas do Beiradão (Avlis)

Rosas do Beiradão
                            Avlis
- Fazer referência à modalidade e ao criador indicando a página da teoria literária. Ex.:
 
 
   
                    Cilene 
                                                                                               Avlis
          Esta menina é bonita
          E faz hoje uma vintena
          Na sua alma o que habita
          É uma bondade serena

          Com raiva é uma hiena
          Mas o mal, ela interdita
          E faz hoje uma vintena

          Que nasceu esta açucena
          Na sua alma o que habita

          É uma bondade serena

Avlis é uma modalidade de poemas criado por Chico Chagoso. Teoria em Avlis : https://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/5922550

Alguns Avlis pelo criador:
Mundo Desigual
Volúpia
O Último Abraço
Coragem
Outros Avlis


Alguns Avlis por outros poetas:
A quem agradeço a honra de ter sido contemplado

Neide Pantoja:
Doce Senhorita
Primavera

Outros Avlis por Neide Pantoja

Sandra Laurita:
Sabores
Pequeno Arlequim

Revisão ortográfica: Gecildamaria
Reedições:
     25/07/2021: Reformatação gráfica e revisão ortográfica
     27/09/2021: Reformatação e Inclusão de "Avlis por outros poetas"