Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE UM SEMINÁRIO SOBRE A LÍNGUA PORTUGUESA-PARTE IX


DIFERENÇA ENTRE FLEXÃO E DERIVAÇÃO
1 - FLEXÃO - gênero e número
Sintagma, ‘infantilmente’ falando, é horizontal, permanente, imutável, passivo.
Sintagma binário, isto é, de 2 elementos:
--- um elemento ao lado do outro, juntos, como um par
--- masculino/feminino (ele/ela) - gato, gata (ele/ela)
--- singular/plural (unidade ou vários/várias) - gato, gata, gatos; gatas
2 - DERIVAÇÃO - grau
Paradigma é vertical, substituto, mutável, ativo.
Jogo paradigmático, isto  é, um substitui o outro, tipo ou um ou outro, cada qual fica sozinho - muitos elementos:
--- elemento modificado substitui anterior
--- grau normal - gato, gata
--- variantes conforme sufixação --- diminutivo - gatinho, gatinha;  aumentativo - gatão, gatona, gataço, gataça, gatarraz etc.
                 - - - - -
VALE COMO PIADA, mas não é.
Masculino ‘cupim’, feminino ‘arará’, formas muito diferentes... - não há flexão, não há desinência de gênero, igual como em pai/mãe, compadre/comadre, galo/galinha.........
Pergunta geral do alunado:  “Cai em prova?”
“Sim e não ao mesmo tempo:  o feliz casal isóptero cupim-arará ‘caía’ na prova de português para ingresso no curso diplomático do Instituto Rio Branco...  Feminino de cupim   /está no ‘aurélio’/, presente do indicativo dos verbos ‘escardinchar’ (catar, renexer. zombar:  provincianismo português) e  ‘precaver’ (prevenir, acautelar, antônimo de póstumo,  naturalidade de quem nasce na capital do Egito... e mais outras absurdices.........”
- - - - -
HQ - Questão de gênero, moda atual de discussão, no sentido de conversação.
Dois exemplares galináceos conversando:
Galinha - “Nossa, Eulália!  ...É você?”
Ex-galinha, enorme crista de plumagem colorida - “...Chegando de Marrocos, Edna!”
Ela - “E como foi a operação de mudança de sexo?”
O agora “ele” - “Ahn, um sucesso!  Ops...”  (De repente, o recente ‘galo’ bota um ovo.)
 
 
NOTAS DO AUTOR:
1-Antônimo de ‘póstumo’ /desta vez, não está no ‘aurélio’/ - no Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa, de ANTENOR NASCENTES, aparece:  “póstumo, superlativo de post (depois), nada a ver com húmus (terra), ou seja, depois da terra ou do enterro.  O contrário de póstumo poderia ser a expressão ‘em vida’:  honras póstumas, obra póstuma - honras em vida, obra em vida.”
Derivação imprópria ou conversão - passagem de uma palavra para outra classe gramatical - Aurélio, nome próprio de pessoa (o autor do...) / aurélio, substantivo comum, nome de objeto (...dicionário famoso).
2-Pesquisem as crônicas “A fêmea do cupim”, de Manuel Bandeira (25/10/61), e “Nascer no Cairo, ser fêmea de cupim”, de Rubem Braga (?/11/51).


                                      F  I  M
 
Rubemar Alves
Enviado por Rubemar Alves em 15/11/2017
Código do texto: T6172855
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rubemar Alves
Salto - São Paulo - Brasil, 50 anos
475 textos (13422 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 11:08)
Rubemar Alves