Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COERÊNCIA EM MOACYR SCLIAR - PARTE II


 
ALGUMAS ESTÓRIAS (continuação)
 
7---"Introdução à vida amorosa" - fantasia de 'palestra para jovens médicos', aula inaugural da Faculdade de Medicina, início da carreira como professor  /trinta e oito anos, casado, descasado, agora apaixonado/ - escolhe um tema, apresentado com projeções.  Começa.  Pai, gerente de banco, um conservador (hoje 2018 seria "direitista"?!), sonho de filho doutor, bem encaminhado, medicina como intenso contato humano, mãe, socióloga progressista, interessada em arte e política (depois, em são Paulo, foi estudar Ciências Sociais) - mais:  visitante médico da família, grandioso personagem que surgia e tranquilizava o ambiente. mudança de pequena cidade do interior gaúcho para São Paulo, vestibular, primeira viagem ao exterior, época da faculdade...  reflexões sobre a função social do médico & a existência humana.  -----  Lugar especial na memória, ROSA, empregada que a mãe foi buscar no Rio Grande do Sul e por quem se apaixonou à primeira vista.  Rosa e Alexandre, mundos opostos, caminhos diferentes, mesma vocação.  Beleza exótica, filha de famosa curandeira, que logo se adapta à metrópole paulista, aprende a lidar com aparelhos modernos, arranja um namorado  (ciúmes no doutorzinho!) e desenvolve em si própria 'a-arte(vontade)-de-(também)curar'... em pouco tempo procurados suas ervas e seus chás.  Deixa o emprego e progride financeiramente até ser responsabilizada pela morte de uma criança.  Período de prisão, reaparecimento na casa dos antigos patrões - precocemente envelhecida, ar sofrido; sem renúncia ao "talento", presa novamente.  Tempos depois, em estágio, ELE a reconhece acamada em maternidade para indigentes e a examina consternado  (ELA orgulhosa de vê-lo doutor).  Mais alguns meses, exame final de Neurologia, ROSA surge no apartamento, no colo a filha doente;  no hospital, internada com meningite.  Voltam para casa, cansados, paixão despertada, cama, amor, ELA desaparece........ vidas e vocações 'paralelas' se findam para sempre.  -----  Ao final da palestra, dedicada à mulher amada, jovem médica com quem discutira dias antes, ELE une medicina, amor e vida.  "Tudo a mesma coisa?"  Interrogação fica no ar.........
 
A aula foi a sua própria trajetória.  Por que a imagem dentro do jaleco branco fascina tanto as pessoas?
 
                                          F  I  M
Rubemar Alves
Enviado por Rubemar Alves em 28/09/2019
Código do texto: T6756204
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rubemar Alves
Salto - São Paulo - Brasil, 52 anos
890 textos (51695 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/19 15:43)
Rubemar Alves