Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PORQUE TROCAMOS PRESENTES NO NATAL

Segundo a história, nem sempre o dia 25 de Dezembro foi dia de Natal e nem a comemoração do nascimento de Jesus. A origem da celebração deste dia parece ser muito antiga, mas a filiação mais direta, provêm como tantas outras coisas, dos Romanos. Estes celebraram durante muito tempo uma festa dedicada ao deus Saturno que durava cerca de quatro dias e encerrava-se no dia 25 de Dezembro.
Nesse período ninguém trabalhava, visitava-se os amigos, oferecia-se e trocava-se presentes e os escravos recebiam permissão temporária para fazer tudo o que lhes agradasse, sendo servidos pelos amos. Era também coroado um rei que fazia o papel de Saturno. Esta festa era chamada Saturnália e realizava-se no solstício de Inverno.
Era uma data muito importante para as economias agrícolas – e os Romanos eram um povo de agricultores. Fazia-se tudo para agradar os deuses e pedir-lhes que o Inverno não fosse tão rigoroso e o Sol retornasse ressuscitado no início da Primavera. Propiciando assim, uma boa colheita no próximo ano.
Outros cultos existiam também, como é o caso do deus Apolo, considerado como “Sol invicto”,  adorado como Deus-Sol. Muito popular entre o exército romano. Era celebrado nos dias 24 e 25 de Dezembro, data que, segundo a lenda, correspondia ao nascimento da divindade. O sol.
OBS: Em 273 o Imperador Aureliano havia estabelecido o dia do nascimento do Sol em 25 de Dezembro.
Em 313, o Imperador Constantino converte-se ao Cristianismo e oficializa a Igreja Católica Romana como base de apoio, procurando confundir diversos cultos pagãos com os seus.
Desistindo de competir com a Saturnália, deslocou um pouco a sua festa e absorveu o festejo pagão do nascimento do Sol transformando-o na celebração do nascimento de Jesus Cristo que até então era comemorado em 06 de Janeiro.  (É mais fácil mudar o calendário do que mudar a apetência do povo pelas festas).
Podemos ver que, até a data de comemoração do nascimento de Jesus, mudou, mas o costume de dar e trocar presentes, continua até os tempos atuais...
NORBERTO CASTRO e google
Enviado por NORBERTO CASTRO em 20/11/2019
Código do texto: T6799850
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
NORBERTO CASTRO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
64 textos (5876 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 08:02)
NORBERTO CASTRO