Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Distinção SINTÁTICA entre SUJEITO e VOCATIVO.


                                     Amigo leitor, que tal uma breve rememora-
ção sobre o conteúdo gramatical chamado "ANÁLISE SINTÁTICA"?

                                     Quando a ORAÇÃO NÃO É INICIADA POR
UM VOCATIVO, pouca ou nenhuma dúvida existe com relação à iden-
tificação do sujeito nela contido.

                                      Assim, na oração...

                      "Fomos à praia ontem", basta que a pergunta QUEM É
QUE FOI Á PRAIA ONTEM? seja  feita ao verbo da frase. A resposta ob-
tida SERÁ O SUJEITO DA ORAÇÃO.

                       No caso desta oração, o sujeito  é NÓS, que é clas-
sificado como OCULTO (porque existe, mas não aparece ao lado do verbo) ou, então ,  DESINENCIAL (porque a própria terminação do verbo -"mos" - já identifica o pronome pessoal da 1a. pessoa do plural : nós).

                       Agora, observe esta outra oração :

                             "Carlos, venha cá!"

                       A presença da palavra CARLOS antes do verbo leva
muitos alunos a imaginarem que, nesta oração, a palavra CARLOS seja
o sujeito. MAS NÃO É ! "CARLOS", nesta oração, é apenas o VOCATIVO, porque indica um chamamento ou convocação(que é uma
característica do vocativo).

                       Qual, então, é o sujeito desta oração?

                       É a  palavra VOCê, corresponde à 3a. pessoa do  singular do IMPERATIVO AFIRMATIVO DO VERBO VIR.
 
                       Assim, o sujeito desta oração é também do tipo O-
CULTO.

                       Confirmemos isso, conjugando o imperativo afirmativo
do verbo VIR : vem tu, VENHA VOCÊ, venhamos nós, vinde vós, venham vocês.

                        (ESCLARECIMENTOS FINAIS JULGADOS OPORTUNOS
                         AOS LEITORES JÁ HÁ ALGUM TEMPO AFASTADOS
                         DE UMA SALA-DE-AULA)

1. ANÁLISE SINTÁTICA, de forma simplificada, é a CLASSIFICAÇÃO DE
   UMA PALAVRA NÃO QUANTO À CLASSE GRAMATICAL A QUE ELA PER-
   TENCE, MAS QUANTO Á FUNÇÃO QUE ESSA PALAVRA DESEMPENHA
   NUMA ORAÇÃO (=oração é qualquer frase que contenha verbo).

   Assim, se for pedida a classificação da palavra BONITA na oração
   "a moça bonita chegou", não é para dizermos que BONITA é adje-
   tivo (isso seria a CLASSIFICAÇÃO MORFOLÓGICA DE "BONITA")   ,
   MAS SIM, deveremos dizer que "BONITA", nesta oração, é ADJUN-
   TO ADNOMINAL (Adjunto adnominal é palavra que está ao lado de
   um núcleo, normalmente um substantivo. Funcionam como adjunto
   adnominal : artigo, adjetivo, numerais e pronomes)

2. SUJEITO, também de forma simplificada, é A PARTE DA ORAÇÃO QUE
    NÃO INCLUI O PREDICADO (predicado, numa oração, é o conjunto
    do verbo + seus complementos).

                               (Mais adiante, voltaremos a este assunto "A-
NÁLISE SINTÁTICA" X ANÁLISE MORFOLÓGICA X ANÁLISE MORFOSSIN-
TÁTICA. ok?)

                                       Tchau!
pedralis
Enviado por pedralis em 11/11/2007
Código do texto: T732748
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedralis
Salvador - Bahia - Brasil
3731 textos (4222059 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 14:54)
pedralis