Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(Ufa! CONCLUSÃO sobre) POR QUE, POR QUê, PORQUE e PORQUê...


                                 Concluído que foi ontem, amigos leitores, o
emprego de POR QUE (separado sem e com acento), vamos, hoje  ,
finalmente, à conclusão do assunto (Emprego de PORQUÊ - junto com
acento - e PORQUE - junto sem acento).

                                 O QUE HÁ DE COMUM NO EMPREGO
                                 DE "PORQUÊ" e "PORQUE" :

                        NENHUMA DESTAS DUAS FORMAS PODERÁ SER
                        USADA EM FRASES INTERROGATIVAS (perguntas).

                                  Assim, DEVEMOS EMPREGAR :

1. PORQUÊ (junto com acento) :

   Sempre que FOR SUBSTANTIVO (e, neste caso, permite a flexão
   para o plural : PORQUÊS).

   É, sintaticamente falando,  SEMPRE NÚCLEO - a palavra mais ex-
   pressiva - ou DE UM SUJEITO ou de um COMPLEMENTO DO VERBO

                               ( Por isso, VEM SEMPRE PRECEDIDO DE UM
                               ADJUNTO ADNOMINAL - ou ARTIGO ou ADJE-
                               TIVO ou NUMERAL ou PRONOME - )
           
                                Exemplos:
   
   O PORQUÊ de tudo é Deus (núcleo do sujeito, precedido de um ar-
                                        tigo)

   Ele apresentou vários PORQUÊS para sua ausência ontem (núcleo
                                        do objeto direto, precedido de um pro-
                                         nome indefinido).


2. PORQUE (sem acento)

    É sempre CONJUNÇÃO SUBORDINATIVA CAUSAL (ou,às vezes, co-
                                         ordenativa explicativa) e funciona, sin-
                                         taticamente, como CONECTIVO SUBOR-
                                         DINATIVO de uma oração adverbial cau-
                                         sal).

                                         (Por isso, EM NENHUMA HIPÓTESE po-
                                          derá vir precedida de um adjunto ad-
                                          nominal).

                                    Ex.:

     Trabalho PORQUE preciso (observe que, neste período, a palavra
                                         PORQUE não aparece precedida     de
                                         qualquer um dos adjuntos adnominais)

                                         (Neste exemplo, a classificação sintá-
                                          tica da palavra "porque" é conectivo
                                          subordinativo adverbial causal)


                                    (Obrigado pela paciência, amigo leitor !)

                                    ..................................
pedralis
Enviado por pedralis em 02/12/2007
Código do texto: T761649
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedralis
Salvador - Bahia - Brasil
3731 textos (4222707 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 11:34)
pedralis