Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lua e sedução

Comentário feito para trova de Sônia Maria Cidreira de Farias, chamada " Pedacinho de Luar"




Vejo a lua reluzente
nessa poça que há no chão;
nuazinha, indecente
com tamanha sedução!





Ana Átman, interagindo com essa beleza de poema, obrigado amiga.

Lua é alma de mulher
E nunca te dirá: não
Peça a ela o que quiser
Que ela dá de coração

Lua vestida de prata
Não esconde a emoção
Expõe sua dor na lágrima
Iluminada em paixão

Se ela se esconde, só
Quando reina a escuridão
Foi chorar atrás do sol
Suas dores de solidão


Conceição Gomes, interagindo conosco com uma belíssima trova, obrigado.

Lua, da minha janela te vejo
Meus namoros na praia, revejo
Uma oferenda te faço
Com um pedido e um abraço.


Milla Pereira, aproveitando o mote e fazendo uma belíssima trova, obrigado.

Esta lua indecente
Que povoa os sonhos meus
É a mesma, reluzente
Que brilha nos olhos teus!


Ana Maria Gazzaneo, Chegando para me salvar da perigosíssima lua, prometendo-me uma brincadeirinha de alazão... sei não?!

Nuinha nessa pocinha
em tão grande tentação
fica a lua assanhadinha
pra te enganar, coração!

Não mergulhe, seja forte!
Eu te dou sustentação
tarracada em teu cangote
vamos brincar de alazão???!


Labiata Alba, completando com sua bela e bem humorada trova.

Mas que lua assanhada,
disposta a rolar no chão,
deve estar embriagada,
pensa que lama é sabão.
















Aimberê Engel Macedo
Enviado por Aimberê Engel Macedo em 09/06/2009
Reeditado em 08/07/2009
Código do texto: T1640172

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Aimberê Engel Macedo
Barueri - São Paulo - Brasil
468 textos (95280 leituras)
145 áudios (45449 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 01:04)
Aimberê Engel Macedo