Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROVAS DIVERSAS

TROVAS DIVERSAS
08/09/2007 – 15:34

Amante da poesia
E grande admiradora
Da Trova, eu gostaria
De, desta, ser escritora.
...
Podes crer, dê o que der,
Eu não vou fazer besteira
Se você não me quiser
Como sua companheira.
...
Você que fez um aborto,
Pode crer minha querida:
Com aquele serzinho morto,
Foi parte da sua v ida.
...
O amor, por mais que doa
E traga melancolia,
É sempre uma coisa boa!
Diga-o quem amou um dia.
...
Eu tive um sonho bonito
Mas, mui tristonha, acordei!
Sonhei que, no infinito,
Unia-me a quem amei.
...
Que triste que é o pintinho
Que nasce de chocadeira
Sem calor e sem carinho
Da sua mãe verdadeira.
...
- Grilo e Ademar Macedo
Eu afirmo, com certeza:
Já faço trovas sem medo!
Quem me inspira é a Natureza.
...
Recebi da Academia
de Trovas, por Ademar
Um chamado. E eu tremia
Quando lhe disse aceitar.

E por aí vai.

Natal/RN
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 15/08/2009
Código do texto: T1756068
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Regis
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 72 anos
480 textos (297868 leituras)
1 e-livros (208 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/04/21 17:12)
Rosa Regis

Site do Escritor