Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS - Regina Lyra (Apresentando 12acrósticos)

EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS–Regina Lyra(1)


E mana suprema
U nico bailado da vida.

E steio das palavras amenas,
S orri, quer alegria extrema.
T raz consigo,
O momento prazeroso
U nânime da história.

C ada pedaço que verga,
O corre cadafalso na regra.
R egime nas costas abertas,
R areia as folhas mortas.
E nvolve amores e sonhos
N avega na trilha da partida
D oando o que há de melhor,
O rgulho da matéria abençoada...

A mores destinados, diversificados...

M argeiam o leito do rio
A gora segurados,
R aras mãos do vazio.
A margura do passado perdido...
T raz lembranças hostis ao presente
O utro encontro ausente
N a busca que reflete o espelho,
A final o que é este estranho ao lado?

D e onde vem este passado,
E m sombras refletidas?

A gonia presente viceja
C arrega na tranca vazia
R osas murchas, lágrimas banhadas,
Ó stenta um colar de mágoas.
S entir o peso da matéria
T irar por completo de cima
I nteira, penetra a terra,
C alada anda sobre as águas,
S ozinha busca os Eu’s imaginários...

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

REGINA LYRA  (2)   (Nome Literário)
 
R egina sua verve lírica
E suave como a brisa,
G rita como o vulcão os direitos e conquistas.
I   rradia poesia no que escreve,
N ada mais natural é uma Poeta!
A mável, companheira, trata com lirismos seus versos.
 
L  ira é o instrumento suave como seu nome,
Y  ostenta com galhardia sua poesia,
R  eal imagem da palavra. Dos verbos retira a essência.
A  mor é o tema que mais trata, cinco livros publicados...

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

ATENTOS – Regina Lyra (3)

A tendo chamado
T roco o exercício dado
E ncaminho meus versos
N os acrósticos diversos
T odos do recanto procuram criar
O s versos com muito prazer...
S alve, a maratona dos Acrósticos!

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

---------------------------

MULHER  -  Regina Lyra (4)

M enina, moça, mulher
U ne a família, filhos, irmãos,
L eva o afeto, carinho, amizade ao Amor.
H aja o que houver, está por perto.
E a rainha. A princesa do amor...
R enasce da dor, sorri ao chorar...

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

****************************


JOÃO PESSOA-PARAÍBA, VEM CONHECER, VEM!-Regina Lyra (5,6)

J  á estava no caminho
O dever a chamar-me
A li pertinho,
O menina! Vem fazer um ACRÓSTICO, com o nome da cidade!

P ensei em tantas maneiras,
E parei até de pensar.
S entei-me na cadeira e comecei a escrever.
S aíram versos que enalteciam a beleza.
O Ponto mais Oriental das Américas,
A qui está! A Ponta do Seixas, onde o SOL nasce primeiro.

P elas ruas e avenidas, modernas e também antigas,
A gente tem sempre aonde ir, rastro é  que não falta!
R ara temperatura, mudando conforme a área.
A beleza meu irmão, da terra e da sua gente, é a bandeira primeira.
I  mperial sua vaidade. Temperatura amena, não passa de 26 graus.
B ate forte o coração, quando falo deste Estado.
A ssim do litoral ao sertão, passando pela Serra da Borborema, tudo é lindo!

V ocês vão saber porque é um Estado guerreiro,
E tem nome feminino, Luiz Gonzaga assim homenageou,
M ostrou para o povo brasileiro, apesar de feminina a pequena Paraíba, é um Estado masculino.

C abeça de movimentos vários, Revolução de Trinta; Aliança Liberal; entre outros.
O Estado é forte. A Paraíba cresce no cenário nacional.
N a sua natureza, na literatura, na política, nas artes, grandes nomes despontaram!
H ouve venturosa homenagem que ficara para a história,
E ncantada cidade. Garboso Estado.
C antada pelo Rei do Baião, "Paraíba masculina mulher macho, sim senhor"!
E sua feminilidade encanta quem por cá passa.
R espondeu com sutileza, para bom entendedor, com toda sua beleza.

V enham conhecer esta bela cidade!
E, provavelmente, desejarão aqui ficar.
M aravilha de povo! Aqui tem de tudo, não precisa nem pensar.


(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

********************************************
PARAÍBA - Regina Lyra

P elas ruas e avenidas, modernas e também antigas,
A gente tem sempre aonde ir, rastro é  que não falta!
R ara temperatura, mudando conforme a área.
A beleza meu irmão, da terra e da sua gente, é a bandeira primeira.
I  mperial sua vaidade. Temperatura amena, não passa de 26 graus.
B ate forte o coração, quando falo deste Estado.
A ssim do litoral ao sertão, passando pela Serra da Borborema, tudo é lindo!

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

*******************************************
VEM CONHECER, VEM! - Regina Lyra


V ocês vão saber porque é um Estado guerreiro,
E tem nome feminino, Luiz Gonzaga assim homenageou,
M ostrou para o povo brasileiro, apesar de feminina a pequena Paraíba, é um Estado masculino.

C abeça de movimentos vários, Revolução de Trinta; Aliança Liberal; entre outros.
O Estado é forte. A Paraíba cresce no cenário nacional.
N a sua natureza, na literatura, na política, nas artes, grandes nomes despontaram!
H ouve venturosa homenagem que ficara para a história,
E ncantada cidade. Garboso Estado.
C antada pelo Rei do Baião, "Paraíba masculina mulher macho, sim senhor"!
E sua feminilidade encanta quem por cá passa.
R espondeu com sutileza, para bom entendedor, com toda sua beleza.

V enham conhecer esta bela cidade!
E, provavelmente, desejarão aqui ficar.
M aravilha de povo! Aqui tem de tudo, não precisa nem pensar.

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

********************************************

POETA RUBENIO MARCELO - REGINA LYRA (7)  (poeta ídolo)

R aras palavras de carinho,
U nges meu poema com a ternura
B eijos doados, dados, sentidos
E ncaminhas teu doce sentimento
N avegas como quem nasceu no Mar, e amou no Mar
I nda que o tempo passe, a saudade doa
O Mar de MARcelo trará notícias boas!

M AR, ar, Rubenio MARcelo
C ELO, toca cordas com a maestria da poesia...

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

*********************************************

FALANDO DE AMOR – Regina Lyra  (8)

F alar de amor é para apaixonados...
A ntes de tudo é preciso senti-lo,
L evá-lo as últimas conseqüências da embriaguez,
A nsiá-lo com desejo supremo sem lucidez.
N avegar no corpo doado,
D ar o último suspiro,
O rgasmos enlouquecidos... Amados...

D eixa que a paixão conduza tua mão
E namorados amantes para sempre...

A mar ardente cada parte do ser
M anhãs perfeitas, bem querer.
O teu corpo, em meu corpo permanece,
R esta colo exaurido em canto leve...


(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

*****************************************


MEU BRASIL – Regina Lyra (9)


M eu país amado e vilipendiado,
E s meu rumo, minha terra abençoada.
U nidos venceremos, a corja instalada!

B rasil amado, meu país de grandes nomes respeitados,
R ico em belezas naturais, pesquisa,alimentos, medicamentos,
A rranca do solo os recursos minerais.
S aúda a agro indústria e rebanho de animais,
I ludidos nós estávamos!Olhos abertos vigiam tuas fronteiras
L adrões de casaca, não queremos mais!

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

***********************************************

DEDICATÓRIA – Regina Lyra (10)

D edico os acrósticos ao esforço de Deth
E dos companheiros de trabalho, que não marcam as horas....
D edicados Poetas do Recanto,
I niciam tarefa de grande monta,
C apitanedos pelo grupo guerreiro.
A nimam os poetas a criarem Acrósticos,
T razem motivação e mensagens nos poemas postados.
Ó rgulham os colegas com a solidariedade,
R aros momentos de fraternidade, ocorre por encanto.
I ncluem tarefas impossíveis no calendário,
A malgamados pelos objetivos conquistados!

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

**********************

REGINA DE FÁTIMA ALMEIDA LYRA TOSCANO – Regina Lyra

 
R egina sua verve lírica
E suave como a brisa,
G rita como o vulcão os direitos e conquistas.
I rradia poesia no que escreve,
N ada mais natural, é uma Poeta!
A mável, companheira, trata com lirismo seus versos.

D etalhes da vida inteira,
E xistencial saber.

F eliz em suas conquistas profissionais e familiares,
Á vida por conhecimento,
T rata a concórdia do tempo
I magem refletida do ser.
M agnânima mulher, poesia é sua prece.
A lmeja um porvir repleto de alegria.

A mor é seu destino.
L ágrimas,
M ágoas,
E xistentes, jogadas ao relento.
I r embora, tomar a vida pelo colarinho,
D ádiva de uma família abençoada.
A poesia é sua sina, só sabe viver poeticamente...
 
L ira é o instrumento suave como seu nome,
Y ostenta com galhardia sua poesia,
R eal imagem da palavra, do verbo retira a essência.
A mor é o tema que mais trata, em cinco livros publicados...

T raz amores e dores em seu coração, sua mente...
O stenta a determinação do seu povo,
S intetiza o elo da conquista
C apacidade não falta, na fragilidade que encerra,
A transforma em fortaleza, do novo tempo que está para chegar...
N ada impede, é o poder da nova era.
O rigem de família literária, em si, o germe é poético...

(EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS)

***********************************
SUMÁRIO:

EU ESTOU CORRENDO A MARATONA DE ACRÓSTICOS–Regina Lyra  (1)
REGINA LYRA (2) (Nome Literário)
ATENTOS – Regina Lyra (3)
MULHER  -  Regina Lyra (4)
JOÃO PESSOA - PARAÍBA, VEM CONHECER, VEM! - (5, 6, 7) (Cidade, Estado, frase)
POETA RUBENIO MARCELO - REGINA LYRA (8)  (poeta ídolo)
FALANDO DE AMOR – Regina Lyra (9)
MEU BRASIL – Regina Lyra (10)
DEDICATÓRIA – Regina Lyra (11)
NOME COMPLETO:REGINA DE FÁTIMA ALMEIDA LYRA TOSCANO  (12)
Regina Lyra
Enviado por Regina Lyra em 15/03/2006
Reeditado em 18/03/2006
Código do texto: T123378
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Regina Lyra
João Pessoa - Paraíba - Brasil
418 textos (13680 leituras)
1 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:27)
Regina Lyra