Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

corri a maratona...

EU liberto o eu da sua necessidade de se afirmar e abandono-o
UM momento onde se procura a metamorfose da palavra nua...

Pego nas letras e componho uma senda como quem acha achas
A Posição das achas ditará o como será ateado o fogo ardendo
ResPirando o chamamento em chamas quando lavram fogueira
TramPolim de alterosas colunas de fogo a procurar lamber céu
Isto... Perante beleza com mobilidade vigor e força ígnea acesa
CriandoPossibilidade de fundir a criação com sua possibilidade
Inata aPenas esperando ser potencializada pela comunhão dada
Para Pôr as tuas palavras em contacto com as de muitos outros
E Poder satisfazer o desejo de viajar em cada impulso dado ao
IP ou Internet Protocol da ligação do computador à Rede Inter...

DA em Russo é Sim e dá do dado uma face ou como cereja...
AO dizer di_zen_do: são palavras arrastando uma_S (o)utra(s)

M
A
R

À

T
O
N
A

...

DE
ES_SE_S...

ACRÓSTICOS
CORRENDO
RÁPIDOS
ÓSCULOS
SABOROSOS
TURBILHÃO
INCENDIADO
CALOROSO
OSTENTANDO
SUB_LIM_AÇÃO!

{EU PARTICIPEI DA MARATONA DE ACRÓSTICOS e deixo abraço a todos!!}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 28/03/2006
Código do texto: T129996
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310478 leituras)
37 áudios (39564 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:43)
Francisco Coimbra