Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma Bela Voz

Um bela voz

Passeando pela calçada escutei uma bela voz que me encantava, caindo à noite eu pude ouvir, o que a canção me passava. Era um menino que sorria, cantava e amava, curtia os bons momentos da vida, curtia os bons momentos da vida! Suas canções em bandos de corações, à vibrar, quando ele cantava. Mas o que o menino não sabia, é que prazer tem limites, assim como já dizia o ditado popular, tudo tem limites ai de quem não acreditar.
Me apaixonei por essa vida e não quero largar, aqui eu fumo transo e bebo sem ninguém me questionar, para doutor não reclamar eu pensei até em parar, todavia já não dar, o falso amor me pegou e agora vou ter que amar.
Amei o prazer, esqueci de me amar, de dizer a mim mesmo, vamos usar (camisinha), eu não sabia que o amor podia matar, a minha alma estar perdida, pois meu prazer agora é risco de vida.
“Lagrimas de chuva caíram do céu, para banhar de realidade um sonho que não se pode sonhar”.
Jesus Cristo
Enviado por Jesus Cristo em 18/04/2006
Reeditado em 18/04/2006
Código do texto: T141232
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jesus Cristo
Salvador - Bahia - Brasil, 30 anos
4 textos (192 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:18)
Jesus Cristo