Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

realidade urbana

 

Nervoso e Trancado nessa sombra
Vegetando-a;  findável  vida
Nada de existente na terra afronta
Nem quando você foi sucumbida

Encontrando um maldito projétil na testa
Roubando-a, o espírito instantaneamente
Privando-lhe o prazer do aroma da floresta
Restando o cadáver da mas linda indigente

Mundo destrutível, covarde e profano
Leva mais tantas vítimas para o além
Até quando vamos destruir  humanos
Matando Pessoas vitoriosas e do bem

Esconder-se, em domicilio carcerário
Pode ser a sugestiva covarde rendição
Para muitos não procede este relicário
Vasculhar o sentido do homem e ação
cristiano rezende
Enviado por cristiano rezende em 28/06/2006
Reeditado em 26/07/2006
Código do texto: T184081
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cristiano rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 41 anos
38 textos (2592 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:13)
cristiano rezende