Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Serra

Serra que sempre me surpreende
ao te avistar vejo-te mulher
deitada sob o solo verde,
os braços esticados,lasciva
da tua tez suave.

Mas quem se atreve a subir suas curvas ingremes,
lá dos pontos tão altos,
logo te descobre em tua pele vermelha
és feita de puro ferro,
mostras então teus segredos, se revela
és dura, és rústica, és rica.

Os homens tentam te explorar,
mas parece que nem percebes
ou se deixa incomodar.
Eles passam sob seu dorso, caminhões enormes
que teimam pegar cada pouquinho de ti.
As explosões levantam o minerio a dezenas de metros
num trabalho incessante de perverso balé.

Acorda minha montanha, rebela logo o teu corpo,
os expulsa como se fosse um Guliver.
Doce ilusão.
Que tenham pena de ti, hematita,serra de Minas.


rogerio
Enviado por rogerio em 27/07/2006
Código do texto: T203290
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
rogerio
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 56 anos
11 textos (744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:50)