Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À todas as provas

O peito aberto...inerte
Subtrai o mais eloqüente instante
de lucidez...

O peito sangra...
E quando sangra, exala o cheiro
De rosas que espantam os corvos....
Por que vocês gostam é de sanguem ...
Derramando no peito
Inerte, subtraindo...Lúcido!




* samguem = quando todos sangram
Andreia Batista
Enviado por Andreia Batista em 31/07/2006
Código do texto: T205948
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andreia Batista
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
23 textos (535 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:51)
Andreia Batista