Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Voar até o infinito

Hoje quero voar até o infinito, sentar na estrela que brilhe menos, e de lá olhar o mundo.
Quero um binóculo que me deixe ver tudo, mas em especial, que me deixe ver o sentimento das pessoas. Hoje quero sentar naquela estrela e cruzar as minhas pernas, e deixar que as lágrimas caiam na terra, uma por uma, parecendo gotas de chuva, mas ao invés de tristeza quero que minhas lágrimas levem a alegria que não tenho no dia de hoje.
Hoje quero voar até o infinito e entender a solidão, o porquê dessa amiga invisível estar sempre tão perto, porém me deixando esse incontestável vazio que se alastra dentro do meu peito. Hoje quero entender o porquê de todos buscarem alguém para saciar essa sede de não saber viver sozinho.
Hoje quero voar até o infinito, sentar naquela estrela e de lá olhar as pessoas, entender por que elas correm tanto para ocupar o dia, se no final milhões delas tem tanto dinheiro e se sentem vazias, como eu. Hoje quero deixar a minha tristeza no infinito e voltar com a minha alegria para o mundo que me aguarda lá em baixo, mundo que me olha com olhos famintos por alegria, pois o que mais sobra nesse mundo são pessoas tristes.
Hoje quero voar até o infinito, deslizar nos anéis de saturno, olhar toda a beleza que circunda o mundo, e voltar pra casa com a alma lavada, para colocar um sorriso no rosto e contagiar as pessoas ao meu redor, pois assim como a tristeza, a alegria também é contagiante.
Polar
Enviado por Polar em 27/08/2006
Código do texto: T226596
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Polar
Santa Maria - Rio Grande do Sul - Brasil, 29 anos
78 textos (5806 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:59)
Polar