Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acróstico

Póstumos desejos de um amor não concretizado,
Alma entristecida pela dor de estar sozinho.
Uma carta de amor é tudo o que tenho;
Lhe entregar talvez fizesse eu soar desesperado,
Alguém que te ama não pode parecer mesquinho

Com você minha vida foi outra
Rude rapaz que não te deu valor
Incompatibilidade de gênios? Não acredito nisso
Somente sei que estou sozinho com meu ardor;
Tuas mãos quase sempre frias se tornavam com isso
Incentivo ao meu corpo explodir em torpor
Noites tórridas de paixão que ficaram na memória e
Algumas tardes de corpos grudados fizeram nossa história

Dúvidas não existiam, somente a certeza de
Estarmos vivendo os melhores momentos de nossas vidas

Falhei!Tudo que peço são desculpas pois sei que errei, até
Rimbaud cometeu atos passionais contra Verlaine,
Eva comeu o fruto proibido por uma vida melhor com seu amado.
Isso mostra que errei pensando em fazer o bem.
Tomara que um dia me perdoe, pois tudo o que quero é morrer ao seu lado
Agora sinto que estou cada dia mais amargurado,
Sua presença tornou o negro dia cada vez mais claro

Se então ainda sentir algo por minha pessoa
Ignore o resto do mundo e venha para o calor dos meus braços
Lutarei para deixar os erros para trás e tornarei-me diferente
Você é a principal motivação da minha existência, ou melhor:
Amor da minha vida!

Cortez Moreira
Enviado por Cortez Moreira em 07/10/2006
Código do texto: T258781
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cortez Moreira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
4 textos (427 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:52)
Cortez Moreira