Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO O BURRO, DEIXOU DE O SER

Por definição, associa-se sempre ao Burro, (animal irracional), uma característica peculiar.
Além de ser Burro de nome, é “Burro”, por ser menos “inteligente” que os restantes irracionais.
Não sei exactamente, porque o consideram mais estúpido, do que os restantes animais irracionais.
Mas…é assim que está convencionado! Assim seja.
Ora quando um outro animal, esse racional. Tem comportamentos ou atitudes, pouco condizentes, e menos inteligentes.
Logo lhe chamam Burro!
Ora o asno animal, ou seja o Burro, propriamente dito.
Já há muito que deixou de o ser. Não Burro! Porque Burro será sempre. Mas “Burro”…é que o dito Burro, estava farto de ouvir chamarem-lhe “Burro”. Por ser lento…pachorrento, teimoso, em relação aos outros animais, vai se lá saber porquê? Estava farto e pronto! De ouvir chamarem-lhe “Burro”…!
Resolveu então mudar de vida. Começou a ser mais ágil, mais atento, menos preguiçoso, menos pachorrento, mais inteligente.
E então começou a ser respeitado pelos demais animais.
Será! Que os outros Burros, esses racionais, ainda querem que lhes continuem a chamar esse pouco dignificante adjectivo!
É que nem os próprios Burros, gostam, que lhes chamem “Burros”!
Esses…há muito que deixaram de o ser.
Mário Margaride
Enviado por Mário Margaride em 30/11/2006
Código do texto: T305694
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Margaride
Portugal, 64 anos
373 textos (27602 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:25)
Mário Margaride