Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Telma Vasconcelos

.:.
Tempo que nos apavora os melhores desejos:
Eu, ajoelhado, faço um pedido e silencio...
Lembre sempre desse meu pedido, oh tempo;
Mostre-me a mulher que tanto desejo amar.
Amar: essência perdida ou busca sem fim?

Variações de uma flauta, sons que hipnotizam.
Avaliar o essencial não nos cabe a nós, nunca!
Somos apenas o espectro da vida que adunca,
Com o passar dos dias que não voltam nunca, não mais...
O alvorecer traz consigo o eterno, um novo abrigo.
Nossa! o amor é intangível ao mistério da tênue vaidade!
Como duvidar da vida se ela é dádiva e não castigo?
Erramos por torpes motivos e a desilusão não apraz.
Lembre-se, oh tempo, do meu pedido... Quero amar!
O amor dos deuses incorporado na minha mortalidade.
Sou a humilhação pedinte: quero ser feliz, sem maldade.

Fortaleza, 30 de setembro de 2007, 18h17min
Nijair Araújo Pinto
Nijair Araújo Pinto
Enviado por Nijair Araújo Pinto em 30/09/2007
Código do texto: T675024
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nijair Araújo Pinto
Crato - Ceará - Brasil, 46 anos
2170 textos (64012 leituras)
81 áudios (1652 audições)
3 e-livros (537 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:57)
Nijair Araújo Pinto