Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

''Lei Maria da Penha em acróstico''

''Dois pontos no rosto.
Quatros pontos na mão.
Três pontos na perna,
Vários pontos na alma.
Um ponto final.''

(Lema do processo de aprovação da lei 11.340/06)

''Lei Maria da Penha em acróstico''

L ares em chamas entre homens e mulheres
E statística totalmente fora da realidade
I gualdade entre homens e mulheres, só no papel.

M ãos...: ''Quatros pontos na mão. ''
A lmas feridas...: ''Vários pontos na alma. ''
R osas despedaçadas, pétalas caídas e maltratadas.
I númeras Marias...: Dois olhos que choram.
A doradas mulheres...: Vencerão com a lei.

''D ois pontos no rosto''...: Dois pontos no coração
A vida em vários pontos da mesma dor

P erna...: ''Três pontos na perna. ''
E speranças vivas... A luz no fim do túnel, a lei.
N ada justifica um ser, ser superior ao outro escravizá-lo.
H orto de mulheres, de Margaridas Rosa flores.
A madas guerreiras em ''Um ponto final. '' A vida vivida.

José Aprígio da Silva
Feito: 29/11/07.



Acho que essa lei deveria ter sido aplicada na delegada e na juíza e no diretor geral da Policia Civil do Pará que encarcerou a jovem de quinze anos junta com presos masculinos, ou seja, soltou a menina na cova dos leões, serviu a pobre jovem a atos totalmente desumanos. Será que estes senhores colocariam a própria filha ou eles mesmos nesta cova pra serem servidos a esses loucos leões em fúrias de sexos??? O mais absurdo e espantoso aconteceu na sessão da Comissão de Direitos Humanos do Senado que debateu o caso da adolescente de quinze anos, foi a declaração do diretor geral da Polícia Civil do Pará, Raimundo Benassuly: ''Não sou médico legista nem tenho formação na área, mas acredito que essa moça tem, com certeza, alguma debilidade mental, porque em nenhum momento ela manifestou a sua menoridade''. O estado usa do seu aparato policial a força do estado paga pelo cidadão é ainda vem um cidadão desses querendo justificar o injustificável.

José Aprígio da Silva.
Feito: 29/11/07.


JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 29/11/2007
Reeditado em 02/12/2007
Código do texto: T757535

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 57 anos
1698 textos (153759 leituras)
1 áudios (36 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 18:11)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA