Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A FORÇA DA NATUREZA

A FORÇA DA NATUREZA
Marcial Salaverry (Texto escrito em 03/04/2001)

Neste fim de semana, aqui na minha linda Santos, tivemos uma demonstração especial da força da natureza.  Fomos brindados pelo espetáculo da ressaca marinha.
Não sei o que foi que o mar andou bebendo, mas que a ressaca foi brava, realmente foi.
Para quem não conhece Santos, nossa praia tem uma largura superior a 100 mts (calculando-se entre o calçadão e a "linha" do mar quando em maré normal).
Nesta ressaca o mar "varre" toda essa extensão, chegando a avançar até a avenida da praia (considerando-se que o "calçadão" dos jardins tem uma largura de 20 mts aproximadamente), proporcionando-nos um espetáculo de rara beleza.
O choque das ondas furiosas contra o paredão dos canais, contra as pedras de proteção do Emissário Submarino (também conhecido como bostoduto...) é algo para encher os olhos dos observadores privilegiados. Quando as ondas começam a se reunir ainda ao largo, já dá para antever até onde chegará o mar.   E os mais prudentes procuram os locais mais seguros para apreciar o show, longe da fúria das ondas.
Elas, quando chegam, "varrem" tudo.  Qualquer coisa que estiver no caminho, será implacavelmente arrastado.
Desta vez, a coisa foi feia mesmo.  Não é incoerência.  Se a beleza do espetáculo da fúria das ondas em choque contra os obstáculos é maravilhoso de se ver, temos que convir que existe o reverso da medalha, considerando-se os estragos que essa beleza provoca.
Digamos que é o mesmo estrago que uma amante linda e cara provoca na conta bancária de seu "coronel".
As muretas de proteção dos canais de escoamento de águas pluviais (para quem conhece Santos, são  os canais de 1 a 7) foram arrancadas pelo mar, que trouxe muita areia para a avenida da praia, provocando até a interrupção do transito, para que as escavadeiras pudessem remover a areia deixada pelo mar.
Contudo, é um espetáculo belíssimo... As ondas já começam a se formar em alto mar, que está super agitado. E elas vem chegando... As primeiras já vem "varrendo" tudo, chegando até o calçadão.  Quando principia o refluxo, outras já vem chegando... O choque das forças contrárias já é um show à parte, com a água espirrando bem alto.
Essas outras parecem estar com força redobrada pela luta anterior, e chegam ainda mais longe. Quando voltam... parece uma calmaria. Acabou tudo... o mar está lá embaixo.
Mas novas ondas se formam, e  recomeça o espetáculo...
Quando a maré alta atinge seu ponto máximo não há quem resista.  Alguns mais afoitos chegam um pouco mais perto, e... tomam um lindo banho quando as ondas chegam.
Esse fenômeno acontece esporadicamente aqui em Santos. Moro aqui já há 35 anos, e ainda não me cansei de assistir ao show que nos é proporcionado pela sábia Mãe-Natureza.  A cada ressaca... sempre corremos para a praia para apreciar este belo show gratuito, que realmente vale a pena.  Por mais que tente, jamais conseguirei descrever a grandiosidade do espetáculo.  Só quem já viu é que me entende.
Não resisti... tive que comentar com meus amigos e amigas sobre isso.  Sou o maior admirador que existe das belezas da Natureza.  E este, agora, valeu a pena.
A maré atingiu seu "pico" máximo por volta das 13 hs. A quantidade de areia trazida pelas águas é enorme.  Os jardins da praia estão cobertos de areia e do sal deixado pela água do mar.
Estou com pena das "margaridas" amanhã.  O transbordamento dos canais causou inúmeros transtornos para a cidade.  O problema é que a maré alta vai chegar novamente durante a noite, atingindo seu "pico" por volta de meia noite, 1 hora.
E é aí que mora o perigo.  Geralmente a maré noturna é mais forte.  Experimentei jogar uns quantos comprimidos de Engov para ver se cura essa ressaca brava, mas não sei não...
Bem crianças, obedeçam-me, tendo UM LINDO DIA.



Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 08/04/2005
Código do texto: T10303
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19839 textos (1961262 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:10)
Marcial Salaverry