Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pastores e lobos. (política)

 
Um homem e seu cajado. Essa é a figura tradicional do pastor. Tem a responsabilidade é zelar pelo seu rebanho. Sua missão é cuidar pela integridade do grupo; salvá-lo dos ataques dos predadores, socorrer as fêmeas nos partos, sanar os feridos, levá-lo ao córrego para saciar a sede, garantir-lhe, enfim, segurança em pastagens abundantes. Mas, para isso, constrói-se cerca de arame farpados para impedir a fuga dos seus protegidos. Vivem presos: pastores e carneiros em seu aprisco e obrigados a conviverem uns com os outros.

Tal qual uma manada, os homens também são obrigados a se inclinarem perante líderes que se dizem zelosos pela sua felicidade. As necessidades são parecidas. Humanos dependem de espaços, liberdades, aprendizados; de alguém que cuide de suas chagas, que lhes proporcionem alimentos de boa qualidade. Contudo, para o cargo de dirigente deve-se ter sobriedade, ser respeitado por sua conduta, ter bom diálogo e índole incontestável. Ele tem que conhecer as necessidades de seus conduzidos e, juntos, buscarem o bem comum.A realidade, entretanto, mostra-se contraditória. O rebanho humano há muito vive disperso. Isso os tornou preconceituosos, marginalizados, gananciosos. Por serem mal administrados, se apegam aos subornos, ignoram o óbvio e se proclamam auto-suficientes. Na verdade, comem na mão de falsos condutores e rezam para que amanhã seja um novo dia...

O pastoreio, se a ovelha é arredia, amarra-lhe as pernas, fere no focinho, mete-lhe canga para que não fuja. Quanto às pacíficas, rouba-lhes o leite, a lã e as crias.

Os líderes humanos, com as omissões evidentes, permitem que os apriscos duelem entre si criando facções ideológicas, chantagens e latrocínios. Dos que sobrevivem, sangram-lhes os bolsos com propinas, impostos e taxas exorbitantes. Negam-lhes a cultura e os mantêm acuados, sem empregos, sem destino e confinados na vala do subdesenvolvimento...

Típico de todo pastor, o qual cuida do seu rebanho não lhe visando a felicidade, mas tão somente a tosquia e o abate!

 A Notícia. junho 2000.

 

 
Ciro do Valle
Enviado por Ciro do Valle em 05/03/2006
Reeditado em 24/05/2006
Código do texto: T119303
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ciro do Valle
Salesópolis - São Paulo - Brasil
99 textos (5150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:15)
Ciro do Valle