Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um breve artigo sobre a vida de Howard Phillips Lovecraft

O que poderia eu escrever sobre a vida de um dos maiores escritores de ficção fantástica e horror de todos os tempos? Com certeza não ocuparia muitas páginas, pois a vida reclusa de Howard Phillips Lovecraft não permitiu que se registrassem fatos marcantes de toda sua carreira.
Howard Phillips Lovecraft nasceu no dia 20 de agosto de 1890 em Providence, Rhode Island, Estados Unidos. Filho de Sarah Susan Phillips e Winfield Scott Lovecraft. Pode-se dizer que o nascimento de Lovecraft marcou o início do abalo financeiro de sua família e, à medida que o brilhante garoto crescia, o poderio econômico de seus familiares despencava (muito embora ele não teve nada a ver com isso, foi algo que podemos chamar de “estranha coincidência”).
Como dito antes, brilhante garoto, pois foi alfabetizado com apenas três anos de idade e aos seis escreveu um incrível poema com 88 linhas rimadas (inspirada na Odisséia, de...), algo surpreendente para uma criança dessa idade e sem mesmo nunca Ter freqüentado a escola, pois desde o berço era portador de saúde precária.
Outro fato intrigante que nos faz pensar sobre o descobrimento do “Dom” da escrita, é uma foto em que Lovecraft está junto com seu pai e sua mãe, porém está vestido com uma espécie de saia e usando cabelos compridos. Qual o motivo dessa situação, se era alguma promessa macabra, ou outro pensamento estranho, com certeza é algo que nunca iremos descobrir.
Em 1898, começa estudar, e matricula-se na Slater Avenue School, porém não consegue avançar nos estudos graças a um colapso nervoso, tendo que abandonar o ano letivo. Além disso, a cada ente próximo que ia desfalecendo, o jovem Lovecraft sentia uma profunda depressão (fato que ele usaria como fonte de inspiração para seus contos posteriormente) e chegou a tentar suicídio logo após a morte de seu avô, do qual Lovecraft era muito ligado, isso por volta de 1904.
Nesse mesmo ano ele novamente se matricula nos estudos, agora na Hope Street Hight and Classical Hight School, onde publicou vários artigos de astronomia. Porém sofre outro colapso nervoso pelo seu mau desempenho em matemática, o que o leva a novamente abandonar os estudos juntamente com o sonho de ingressar na faculdade.
De 1909 a 1914, sofre uma intensa depressão e praticamente isola-se da sociedade, freqüentando pouquíssimos lugares. Durante esse período, pouco se sabe sobre a vida do autor. Porém, é nessa época que ele começa a trocar correspondências com seus amigos, tais como August Derleth (um dos donos da Arkhan House, editora fundada para publicar excepcionalmente livros de Lovecraft), Clark Ashton Smith (famoso escritor de ficção e horror e artista, tentando passar para seus quadros a legítima imagem do pesadelo), Robert Bloch (grande escritor de ficção científica, aventurando-se também em mistério e crime. Autor da famosa novela “Psicoses”, imortalizada no cinema pelo diretor Alfred Hichcock) e Robert Ervin Howard (criador do mito “Conan, o bárbaro” e “Kull, o conquistador” que posteriormente viriam a ser comprados pela Marvel Comics para adaptação nos quadrinhos. Algo que permanece até os dias de hoje). Além disso, Lovecraft era um escritor compulsivo de cartas, chegando a ultrapassar a casa das 100.000.
Em 1914, entra na imprensa amadora como membro da UAPA (uma associação de escritores amadores).
Em 1921, no mesmo ano em que falece sua mãe, ele conhece Sonia Greene (que viria ser sua esposa futuramente). A partir daí, começa a Ter uma série de contos recusados para publicação em revistas da época, porém foram publicados pela histórica Weird Tales por motivação de amigos. Também nesse período, começou-se uma espécie de “jogo” entre Lovecraft e o grupo de amigos citados acima. Nascia o “Lovecraft Circle”, que mais tarde viria a ser conhecido como “Cthulhu Mythos”. Tratava-se de um desafio, onde os integrantes escreviam contos com base nas criaturas criadas por Lovecraft, e vice-versa (por isso, em vários contos de Lovecraft, como em “The Festival”, vemos a citação de livros criados por seus amigos). Sua inspiração era vasta, pois era fã de renomados como Edgar Allan Poe, Willian Hope Hodgson, Algenon Blackwood, entre outros. Além disso, inspirava-se também nos seus conhecimentos filosóficos, astronômicos e científicos.
Em 1924 casa-se com Sonia, avisando suas tias apenas por correspondência. Nesse mesmo ano, o casal parece prosperar, pois Lovecraft é convidado para tornar-se editor da Weird Tales”, e sua mulher consegue muitos lucros com sua loja de chapeis. Mas por tragédia do destino, perde o emprego e a renda da loja de Sonia começava a cair, tendo que fechar a loja em pouco tempo depois.
Por volta de 1926, o casal é convidado pela tia de Lovecraft, Lillian Clark, a morar com ela em Providence. Mas Sonia não podia deixar seu trabalho de lado. Além disso, Lovecraft e sua tia sentiriam uma enorme vergonha em Ter que serem sustentados por sua mulher. Eles se separam, e HPL volta a morar em sua terra natal. Nessa mesma época, começa a Ter um surto criativo, produzindo diversas obras, porém muito grandes e complexas para serem publicadas em zines (que isso talvez sirva de lição para mim, que adoro escrever contos longos), nunca conseguindo a devida apreciação desses contos pelos leitores.
O ano agora era 1933, sua tia Lillian já havia falecido um ano atrás, Lovecraft e sua outra tia mudam-se para College Street, trabalhando como ghost writer e revisor. Em 1936, seu grande amigo Robert E. Howard se suicida, entristecendo ainda mais o pobre Lovecraft, que já se encontrava enfermo de um câncer no intestino, não revelando nada a ninguém, vindo a falecer em 15/03/1937, após algum tempo internado no Jane Brow Memorial Hospital. Terminando aqui a brilhante, porém sofrida vida de Howard Phillips Lovecraft. Apesar disso, até hoje vários escritores da atualidade (renomes como Stephen King, Clive Barker, Alan Moore, que escreveu o conto “The Courtyard” com base no velho “Cthulhu Mythos”, bem como o famoso escritor argentino Jorge Luis Borges, que homenageou Lovecraft com um excelente conto intitulado There Are More Things, além de muitos outros, reverenciam, com suas respectivas maneiras artísticas, o escritor de Providence, sejam em livros, histórias em quadrinhos, filmes ou a música.
A editora Arkhan House publica livros de Lovecraft com excelente qualidade. Também é lembrado nos jogos de RPG, pela editora Chaosium, que criou o “Call of Cthulhu”, baseado no conto homônimo de Lovecraft, e na internet, pode-se ter um vasto arquivo sobre o escritor (embora aqui no Brasil há poucos, mas excelente sites sobre HPL, usados como fonte para esse artigo, dos quais citarei mais adiante). Espero ter dado uma pequena, porém exata contribuição informacional sobre a vida de Lovecraft, considerado por muitos o “melhor escritor de horror do século 20”. Um homem visionário, sem dúvida, muito além do seu tempo.


Andrios Moreira, 18/10/2005






SITES:

http://www.sitelovecraft.cjb.net/ - Para mim, o melhor site
em português sobre a vida e obra de HPL. Todo o interes -
sado, bem como os admiradores terão muita informação,
bem como contos disponíveis,



http://freespace.virgin.net/leticia.silva/lovecraf.htm – Outro
excelente site sobre a obra desse escritor.
Andrios S Moreira
Enviado por Andrios S Moreira em 06/03/2006
Reeditado em 06/03/2006
Código do texto: T119468
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrios S Moreira
Dom Pedrito - Rio Grande do Sul - Brasil, 33 anos
22 textos (2007 leituras)
4 e-livros (837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:21)
Andrios S Moreira