Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BRASIL É 69 !!!

     O Brasil (dos políticos e governantes atuais) está 69!

O Brasil, no momento, é 69! Precisa, urgentemente, de uma revolução efetiva contra a corrupção. E ela terá que vir – de alguma forma eficiente e produtiva – do povo! Através de uma manifestação passiva, mas ao mesmo tempo firme. Que possa, de maneira simples e objetiva,  no mínimo quantificar a revolta popular contra algo que prejudica a todos e desestrutura a sociedade.

A exemplo, talvez, do dia 25 de abril de 1974, como aconteceu em Portugal, naquela que ficou conhecida como a Revolução dos Cravos. O movimento começou nas forças armadas e ganhou consistência nas ruas – com o povo aderindo e colocando um cravo em cada fuzil de soldado.

É desconhecida a origem da iniciativa e da fonte inspiradora. Provavelmente foi impulso isolado ou de pequeno grupo que preferiu não se identificar. O símbolo, no entanto, independente de ter sido planejado ou não, serviu para mostrar e quantificar a empatia gerada pelo sentimento do povo. Ficou, portanto, “cravado”!

É algo assim que precisamos fazer agora no Brasil! Ninguém agüenta mais os enormes escândalos financeiros que tem origem nas pequenas corrupções ativa e passiva que, infelizmente, já fazem parte da nossa cultura. Quase todos nós somos – direta ou indiretamente – culpados; e somos, todos, responsáveis pelo câncer que se alastra pelo corpo da sociedade.

Se fizermos uma análise profunda de consciência, constataremos com facilidade que em algum momento da nossa vida já subornamos, no mínimo, um guarda de trânsito ou funcionário da repartição para fazer “vista grossa” à inflação cometida. Outros exemplos similares abundam e nem precisam ser aqui citados.

Se alguém não se lembra de nenhum é um exemplo a ser seguido. Adianto, desde já, que não me incluo neste grupo seleto – percebe-se, portanto, como essa coisa é sutil, uma vez que nunca compactuei conscientemente, com esse tipo de atitude – embora agora me policie mais e evite a todo custo a repetição.

Minha sugestão é começar, através do Recanto, essa tomada de consciência. O start precisa ser acionado de algum lugar – por que não aqui? Acredito que todos que aqui escrevem o fazem por uma razão muito simples: refletir nesse espelho a sua alma! Vejamos, então, que tipo de alma nós temos...  Depois, se houver aceitação, pode-se estender ao ORKUT e outros sites similares – já que a Internet é uma poderosa ferramenta disponibilizada.

Os estudantes tiveram seu momento com os “caras pintadas” na época do Collor. Já está na hora de nós, escritores (ou pseudo), termos o nosso! Gandhi inspirou-se num livrinho despretensioso intitulado “Desobedecendo” de Henry Thoreau, para libertar a Índia do colonialismo inglês através da “não violência”.

Ele já sabia com antecedência o que queria, só não sabia como – já que queria fazer uma revolução contra uma potência e contrariar grandes interesses econômicos, sem incitar levantamento armado que causaria fatalmente derramamento de sangue. Atingiu seu objetivo com essa iniciativa inteligente e pacífica.

Imagino que poderíamos fazer algo parecido com o movimento contra o câncer de mamas. Uma camiseta com o nº 69 num mapa do Brasil cortado no sentido diagonal. Apenas para assumir, de forma simbólica, a discordância disso tudo que aí está e se alastra de forma alarmante.

Para os mais pudorados, devo esclarecer que o nº não foi planejado e o significado surgiu por associação – como a palavra “caramba” que tem origem em outra mais escandalosa e no entanto muitos usam de forma inconsciente.

Hoje de manhã, percorrendo as galerias do Metrô Sé, em São Paulo, deparei-me com uma exposição de fotos sobre a Revolução dos Cravos. Mesmo com pressa, resolvi conferir. Foi o meu erro, pois levei um “puxão de orelhas”. Ao deixar meu sentimento no livro de visitas, constatei que a página disponibilizada era a 69. Não acredito muito em coincidências...

Concordo que é apelativo, mas reconheço que contém uma mensagem subliminar que talvez não deva ser subestimada – já que reflete o sentimento generalizado que se traduziria numa frase vulgar: “Estamos todos fodidos!” Mas se assim estamos é porque cruzamos os braços e nos acomodamos no cotidiano, aceitando passivamente o que se passa à nossa volta como um mal sem remédio.

Não concordo com esse posicionamento, acho que já está na hora de descruzar os braços e mostrar que temos peito – homens e mulheres! Por enquanto é só um movimento declarado de protesto. Depois providenciamos o fórum para debater os focos corruptivos e deliberar sobre a melhor forma de encaminhar a solução.

Provavelmente disponibilizaremos subsídios ao Judiciário – que é onde, na minha opinião, tudo deveria começar. Haja vista o que aconteceu recentemente em São Paulo – reflexo de quê, senão das facilidades permitidas pela corrupção do sistema penitenciário?

De resto, o efeito dominó afeta todas as camadas e sistemas. Por enquanto as camisetas! Já vou providenciar a minha... Espero não descobrir, depois, ser andorinha sozinha fazendo verão! Quem vem comigo?
Lourenço Oliveira
Enviado por Lourenço Oliveira em 25/05/2006
Reeditado em 26/05/2006
Código do texto: T163016
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lourenço Oliveira
Salesópolis - São Paulo - Brasil
1277 textos (109588 leituras)
23 e-livros (1394 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:04)
Lourenço Oliveira