Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Medíocre Condenação

COND
Médico tem
registro suspenso
João Caetano Ribeiro é acusado de
ter negligenciado-se no pós-operatório
de paciente que morreu
Amanda Dorian
O médico João Caetano Ribeiro, cirurgião-geral e intensivista, foi condenado à suspensão do exercício profissional por 30 dias pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) pela morte da dona de casa Joana Henrique dos Santos Carvalho, em 31 de outubro de 1997. A condenação pelo CFM aconteceu depois de o médico ter sido absolvido pelo Conselho Regional de Medicina de Goiás (CRM/GO). Para a filha de Joana, a advogada Dorothy Santos Carvalho, de 42 anos, que denunciou o médico e recorreu da decisão do CRM/GO ao CFM, a punição é pequena, mas é o resultado de cinco anos de luta.
Dorothy denunciou Ribeiro em fevereiro de 1998, três meses depois da morte da mãe. A advogada conta que antes da cirurgia o médico teria dito que o procedimento era simples, com duração prevista de duas horas. “Ela entrou no Centro Cirúrgico às 8h30 e saiu às 13 horas”, conta. Uma das maiores causa de indignação da advogada foi, segundo disse, a negligência do médico para os sintomas apresentados por Joana, quando a paciente retornou ao hospital quatro dias depois da cirurgia. “Ela foi reinternada no sábado e o médico só foi vê-la na segunda-feira. Minha mãe estava com a cor amarelada, muita dor no abdome, o umbigo inflamado e tantos outros sintomas. Apesar disso, ele disse ao vê-la que era manha”, informou Dorothy.
A advogada, que atuou no caso da mãe com o marido, o também advogado Julio César dos Santos, acusa o CRM/GO de corporativista. “Quando recorri ao CFM, a decisão foi outra”, conta. De acordo com a advogada, desde a morte da mãe ela luta por justiça. “Minha vida tem sido brigar”, conta. A advogada questiona o preparo dos médicos para avaliar os casos. “Como um oftalmologista pode ter condições de determinar se houve falha num procedimento no abdome?”
Além do CRM/GO, o médico foi denunciado à polícia e acabou levado a julgamento. Condenado por homicídio culposo, cumpriu pena alternativa, com pagamento de cestas básicas.
Processo
O presidente do CRM/GO, Erso Guimarães, contestou a acusação de corporativismo e lembrou que o julgamento de um recurso é uma situação diferente, onde se pode juntar novos argumentos e provas. Guimarães afirma que, apesar do julgamento do CFM ter ocorrido em abril deste ano, somente em outubro o processo retornou ao Conselho Regional de Medicina para que se pudesse aplicar a pena. Mesmo quando a condenaçãoé do CFM, a pena é aplicada pelos conselhos regionais. O médico João Caetano Ribeiro está proibido de exercer a profissão até o dia 23.
Apesar da punição, no site do CRM/GO, na página de consulta sobre a situação do médico, João Caetano aparece como ativo. A suspensão não é citada, mesmo estando valendo. No Hospital Santa Maria, local onde o médico atende, a informação é de que ele está de férias.
A reportagem do POPULAR tentou ouvir o médico pelo telefone celular, onde foi deixado recado, e ainda por meio do advogado dele, Marun Antoine Diab Kabalan. Até o final do fechamento desta edição, o médico não havia feito contato para dar a sua versão dos fatos.
Após a decisão do CFM, João Caetano chegou a solicitar o cancelamento alegando que não foi intimado para o julgamento e teve dificuldades de defesa, o que foi negado pelo CFM. Depois ele ainda solicitou que a pena fosse comprida no mês de dezembro, em função de sua atuação no serviço público.
¤ LEIA MAIS:
§ Entenda o caso
(veja como foi a morte de Joana Carvalho)

Dorothy Carvalho
Enviado por Dorothy Carvalho em 30/05/2006
Código do texto: T165894
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dorothy Carvalho www.dorothycarvalho.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dorothy Carvalho
Rubiataba - Goiás - Brasil
351 textos (53939 leituras)
1 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:51)
Dorothy Carvalho