Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LUTO - RODRIGO NETTO (DETONAUTAS)

LUTO

Eu também estou de luto.
Morreu Rodrigo Netto, 29 anos, guitarrista do Detonautas.
Ele foi assassinado dentro de seu carro, após uma tentativa de assalto.
Rodrigo estava em companhia de seu irmão e sua avó.

Não consigo descrever o tamanho da tristeza e da indignação que tomam conta nesse momento. Solidarizo-me com todos os familiares, amigos e fãs do Detonautas em mais um momento de revolta, oriunda da violência que toma conta das maiores cidades do nosso país.

Acompanhei bem de relance algumas imagens do enterro de Rodrigo Netto. Além da tristeza e das lágrimas das pessoas próximas de Rodrigo, a imagem de Tico Santa Cruz, vocalista dos Detonautas, com a bandeira do Brasil e colocando a bandeira do Brasil no túmulo de Rodrigo chamou muito a atenção.

Eu apenas faço uma leve noção do sentimento de tristeza e devastação por que passam Tico, banda, amigos e familiares de Rodrigo. Não sou nem um pouco patriota (não dá pra ser, esse país sempre foi muito injusto), mas admiro, e muito, a postura do Tico, que mesmo com a morte de um de seus maiores colegas, fez questão de levar a bandeira nacional ao túmulo de Rodrigo Netto.

Fui a um show do Detonautas, no verão de 2005. Gostei, e muito, do show. Apesar da apatia de boa parte do público (a nova geração não agita em shows como as anteriores), foi um ótimo show de rock n´roll. Senti em toda a banda um forte espírito roqueiro. Eles tocaram uma música do Cazuza, reverenciando grandes nomes da música nacional.

Tico Santa Cruz, e provavelmente toda a banda também, é fã ardoroso de Pearl Jam. Quando a TV exibiu o segundo show do Pearl Jam em São Paulo, rolou um depoimento de Tico, elogiando a postura de Eddie Vedder e de toda a banda norte-americana, o que aumentou ainda mais o conceito pessoal que eu tenho sobre os Detonautas.

Eu não conhecia o Rodrigo Netto direito. Após o seu assassinato, algumas imagens e entrevistas que ele concedeu foram mostradas na TV. Pelo que eu vi, Rodrigo era um cara muito boa praça, de bem com a vida, com bom coração, e que adorava o que fazia. Eu senti nele uma alegria em viver que eu, infelizmente, não possuo. Ele adorava o que fazia. E ele deixava bem claro que um dos maiores segredos da felicidade é fazer o que se gosta. Morreu muito jovem, na companhia de um irmão seu (que está hospitalizado), e de sua avó (que nada sofreu).

Rodrigo era do rock n´roll. E eu flagrei muito isso nele, nas entrevistas que vi dele. Rodrigo era do bem. Rodrigo era feliz. Fazia rock nacional, com letras em português. O Detonautas tem uma legião de jovens fãs espalhados por todo o Brasil. Rodrigo tinha um ano a mais do que eu tenho agora. Ele tinha 29 anos, e eu estou com 28.

O caso ocorrido com Rodrigo infelizmente não é exceção dentro da realidade do nosso país. Mas vou ter que jogar em lugar-comum aqui, ou seja: quando isso tudo vai parar? O que levou a essa situação? Existe solução para isso tudo? A impunidade vai continuar vencendo? Quando, e será que conseguiremos reverter esse triste quadro de violência impune em nosso país? ( país esse que eu não amo nem um pouco!)

Vou colocar aqui alguns dados acerca da violência no Brasil. Entre os não-jovens, 3% das mortes são decorrentes de violência (assassinatos, homicídios,...). Já entre os jovens, o número sobe para 33%.

De 1993 até 2005, o número de assassinatos entre jovens aumentou em 88%. E a grande maioria dos autores destes homicídios são jovens também.

A questão é: quem é o responsável por isso? De quem é a culpa? Existem culpados? Qual a nossa parcela de culpa, nós, sociedade, nisso tudo? O que ocasionou essa atualidade caótica em que vivemos?

Enquanto isso...

Enquanto isso, boa parte do noticiário televisivo parece ignorar isso tudo. E Viva a Copa do Mundo! E Viva o Brasil! Todo o povo unido, torcendo pelos nossos heróis lá na Alemanha. Nossos heróis, que se importam muito com a gente, que ganham muito pouco dinheiro, que sabem da nossa existência. Sim, agora os problemas acabaram, todos eles! Os calos nos dedinhos do Ronaldo é que são importantes!

Para não ser injusto, parabenizo a MTV pela excelente cobertura jornalística sobre a morte de Rodrigo Netto, cobrindo toda a repercussão do fato e os depoimentos de músicos e pessoas próximas a Rodrigo. (Marcelo Yuka- também vítima de violência no Rio de Janeiro – levou um tiro e ficou paraplégico, Badauí- CPM 22, Japinha – CPM 22, Gabriel Pensador, e um representante do Conselho Nacional da Juventude).

E, mais uma vez, estou de luto e em solidariedade com a família de Rodrigo, com os Detonautas, com os amigos dele, e com todos os fãs de Rodrigo e Detonautas, espalhados por todo o país.

Rodrigo: Fique com DEUS, Descanse em Paz, a sua energia roqueira e alegria de viver ficam de exemplo para nós aqui. O Rock N´Roll nunca pode morrer, e você sempre vai morar nos nossos corações. Valeu, Cara! Até qualquer dia!
Jackson Sarda
Enviado por Jackson Sarda em 06/06/2006
Código do texto: T170457

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jackson Sarda
Curitiba - Paraná - Brasil, 38 anos
20 textos (8905 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:19)
Jackson Sarda