Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Mundo e os motivos da auto-reengenharia pessoal

Falemos da contratação de funcionários em empresas que apresentam-se cada vez mais exigentes em critério de conteúdo e flexibilidade daqueles que poderão ser os seus futuros funcionários.
Hoje em dia, não basta uma pessoa que se candidata a uma vaga, por exemplo, de digitação computacional, saber digitar. Essa pessoa deve ser flexível o suficiente para servir de “ponte de informação entre demais cargos”, ou seja, saber exercer no mínimo o básico de outras áreas, tais conhecimentos que poderão ser aptos a ajudar a empresa posteriormente.
Desta forma a empresa acaba ganhando não um funcionário funcional, mas sim um funcionário multifuncional, ou seja, executor de diversas funções em diversas áreas e, consequentemente, possuidor de maior experiência e conhecimento.
E só isso não basta. Além de um conhecimento globalizado, o candidato mais propenso a obter a vaga almejada é aquele que apresentar maior domínio de outras línguas, dentre as quais se apresenta como a principal e mais requisitada, o inglês. Indo ainda mais um pouco além, uma das qualidades mais requeridas e avaliadas pelas empresas na hora de fazer uma decisão a respeito de uma contratação é o conhecimento tecnológico do candidato, sendo isso a apresentação de domínio do computador bem como todos seus componentes, da parte do candidato.
Assim sendo, para se conseguir um bom emprego, sem o qual a vida no mundo capitalista em que vivemos fica realmente difícil, tem de se especializar eficazmente, além de ao mesmo tempo não se focar unicamente em torno da especialização que se põe em prática.
Além dessa especialização, concordando com globalização de informações, o candidato deve interessar-se a obter demais conhecimentos, como entendimento e execução de outra língua, conhecimentos em informática, curiosidade, para estar de cabeça limpidamente aberta para recepção de novas informações que podem apresentar-se muito úteis, ser bem informado, estando a par das atualidades mundiais e seus fatores, enfim... Hoje em dia não somente um desempregado em busca de um emprego, mas inclusive um funcionário que queira manter-se em seu cargo, sem ceder seu lugar para alguém que demonstre melhor desempenho que ele, apresentando maiores qualidades e eficácia em sua prestação de serviços, deve fazer uma auto-reengenharia pessoal, ou seja, fazer um upgrade de informação, flexibilidade e adaptação no mundo de hoje.
Para não ser passado para trás dentro de uma empresa hoje em dia, o funcionário ou requerente de uma vaga deve apresentar o máximo de qualidades possíveis, pois sempre há alguém mais experiente que alguém em alguma área. Isso é fato inalterável pela força humana e deve ser seriamente levado em conta na hora de fazer uma reestruturação de si mesmo, sabendo desta forma, que informação e inovação nunca são demais e cansar-se de obter conhecimento é sinônimo de desistência da carreira profissional. Aliás, arrisco-me a citar agora que não é somente sinônimo de desistência da vida profissional, mas sim também da vida inteira, pois o homem sem conhecimento, sem sabedoria e sem sede de aprender, torna-se um ser sem motivação de vida e evolução, sendo passado cada vez mais para trás, até cair no esquecimento.
Portanto, chegamos à conclusão de que hoje em dia se alguém pretende destacar-se em sua profissão, ou ao menos conseguir uma e manter-se na mesma, deve evoluir conforme o mundo, e, consequentemente, a empresa em que trabalha, pois, como dito acima, sempre há alguém mais experiente que alguém em alguma coisa e o alguém mais experiente que o homem zelador de seu cargo, pode substituir o mesmo, caso o detentor do cargo não alcance seu oponente em termos de experiência, ou mesmo habilidades.
Infelizmente, muitas pessoas não conseguem superar seus respectivos “alguém”, pois os mesmos apresentam-se de forma mais eficaz que os já empregados, os quais não conseguem sequer alcançar seu “alguém”, quanto mais supera-los. Desta forma, estas muitas pessoas acabam perdendo seus empregos.
Com essa “filtração” efetuada pelas empresas, as pessoas que não possuem muitas oportunidades acabam sendo meio injustiçadas, pois muitas vezes as mesmas possuem vontade de aprender, mas não possuem oportunidade.
Infelizmente, esse é o mundo atual, globalizado, capitalista, e muitas vezes (na maioria delas) injusto. Incorrigivelmente, o homem em mais de cinqüenta por cento das vezes (generalizando erroneamente) tende a pensar em si só, em sua empresa, ou em seus bens materiais, esquecendo-se de pensar no próximo e em como o mundo de hoje poderia ser melhor se isso não ocorresse.
Isso vem acontecendo há praticamente milênios e continuará a acontecer por muito tempo, pois o homem já surgiu corrompido por algo que nem havia se desenvolvido como vem se desenvolvendo hoje, sendo cada época à sua maneira, claro: O MUNDO.
Brunors
Enviado por Brunors em 08/06/2006
Código do texto: T171979
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Brunors
São Paulo - São Paulo - Brasil, 26 anos
14 textos (643 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:35)
Brunors