Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM INSPIRAÇÃO

Ó Inspiração! Por que não vens a mim?
Preciso tanto... Tanto de Ti!
Se viesses eu poderia falar mais de mim, de amor, da felicidade dos bons momentos que vivi, das poucas mas grandes amizades e... até mesmo de Ti.
Mas como não vens a mim, tudo isso é difícil dizer... sem a Tua
presença.
Que pena! Tenho tanto a contar, sinto-me sufocada, oprimida... só Tu podes me ajudar!
Quanto tempo passou? Não sei... mas tempo tiveste de voltar...
Ó Inspiração! Tu sempre vinhas! Eras companheira de solidão. Agora, assim, sozinha e sem Ti inspiração... não posso continuar. Por que não voltas? Por que?!
Prazer imenso teria em Ter-te comigo, para falar da sensibilidade que me aflige, me atormenta e que tanto me intimida. Falaria desse amor sem fim, desse coração grandioso que carrego comigo. As vezes se eleva tanto que não consigo acompanhá-lo, e... isso me assusta.
Toda essa imensidão de amor e ternura que trago dentro do  peito, me faz em certos momentos odiar  minha própria natureza. Isso por não saber expandir essa dádiva que é até maravilhosa, que recebi. Nada fiz, nada faço por merecer essa grandeza infinita que me maltrata, que me magoa, que me apavora. Mas como sempre deixo meu coração falar mais alto, todo esse sofrimento desesperador que minha sensibilidade me leva, vai se desfanecendo e então, como a calmaria depois do vento... a alegria. Sim! Alegria... porém, imaginária e, sendo assim, em certos momentos torno-me alguém pouco feliz...
Inspiração, falarei tudo isso quando me julgáres digna de merecer-te outra vez. Sei que agora é inútil, pois recusas a me amparar.
Ah! Inspiração! Se me desses um momento de atenção, diria das amizades que consegui e traria de volta as que perdi, das amizades repentinas que obviamente tiveram o mesmo fim, que felizmente não chegaram a me atingir... tanto. Ah! Agora eu queria mesmo era alguém pra conversar... Inspiração!
Gostaria que Tu Inspiração me ajudasse a falar da amizade sincera e compreensiva que tanto me ajuda. Suas mãos estão sempre estendidas para qualquer circunstância e isso, é maravilhoso! Falaria também de outras... Ah! Essa não poderia mesmo deixar de falar, esquecer, pois foi bem marcante, até agora me dói. Seu início foi interessante, seu meio acolhedor, me fez sentir felicidade, mas... parou aí... Tudo tem um fim e ela, teve o seu. Atingiu profundamente minha alma, minha sensibilidade. Que maldade!
Agora procuro revivê-la sempre na minha imaginação e assim, vejo tudo que nela aconteceu, tentando me conformar com seu triste fim. É sempre assim... em minhas alegrias há sempre tristezas como ponto final.
Inspiração, não quero que volte a me inspirar nessa amizade tormentosa, cruelmente terminada que me faz sofrer imensamente, encharcando meus olhos grandes de doloridas lágrimas. Preciso sim, que voltes a me inspirar nos grandes momentos de alegria, felicidade que vivi... foram tão poucos, esquecê-los é impossível.
Com Tua presença Inspiração, poderia falar de momentos nada material, momentos que quando reconhecemos o valor, sabemos identificar sua verdadeira essência. Nossa! Foi lindo... encantador, muito especial, posso mesmo dizer, um sonho sem desfecho original... foi todo espiritual. Experiência que vivi...
Poderia falar mais... momento muito feliz por sinal... Nele consegui me encontrar de certa maneira, pois estava deslocada no tempo e no espaço... dele guardo gratas recordações. De outros, prefiro omitir, não me trouxeram grandes emoções. Em seguida, falaria de Ti Inspiração. Dos poemas que me concedestes, das noites que me fazias viver com o pensamento em evoluções transportando para o papel, acontecimentos bons e maus e, todos meus sentimentos.
É Inspiração! Era como sonhar acordada, bom demais, inebriante... Mas agora não queres voltar pra mim, deixando-me nesta solidão, triste, magoada, sem poder falar de uma maneira melhor daquilo que estou sentindo. É... Talvez não seja ainda tempo de voltares para mim... Tempo para resolver as coisas que o tempo não resolveu.
Esperarei anciosa a Tua volta e, quando voltares, tenho certeza que Tu Inspiração, iluminará meus sentimentos poéticos. E então, colocarei no papel tudo que acabas de saber de uma maneira mais bonita, com mais sentimento e com muita Inspiração. Mas para que isso aconteça, preciso mesmo da Tua presença.
Volte!... Inspiração!!!
SANDRA MARIA
Enviado por SANDRA MARIA em 03/07/2006
Código do texto: T186771
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SANDRA MARIA
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
3 textos (143 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:47)
SANDRA MARIA