Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Que País é este?

QUE PAÍS É ESTE?

Quando eu ainda era criança bem pequenino, estudando as primeiras letras do alfabeto, imaginava que o nosso País fosse um paraíso, onde todas as pessoas fossem como meus pais, trabalhadores, e acima de tudo honestos, principalmente com as coisas públicas, pois meu pai na época era vereador em Afogados da Ingazeira-PE.
Hoje, já cabelos grisalhos, ligo a TV, o rádio, leio os jornais, revistas, enfim, tudo que é notícia a respeito deste imenso território, e chego a conclusão que não é aquele País que imaginava na minha infância tão bem vivida, sem televisão para mostrar na sua maioria, programas que nada educam o povo, mas sim programas de alta periculosidade para a formação de um povo.
Naquela época, todos os dias, nós cantávamos o Hino Nacional nas escolas, respeitávamos os símbolos da Pátria, os professores, os mais idosos, o padre, e ainda acima de tudo, Deus. Hoje, todos este valores foram destruídos coma invasão da maior destruidora da dignidade, da honra, dos bons costumes e valores deste povo, a televisão.
Não que eu seja contra a televisão brasileira, sou contra seus programas que na maioria só trazem programas de baixo nível, e só mostram o que os poderosos querem.
Meu Deus! Que País é este? Como educar nossos filhos no emaranhado de podridão que assola esta Pátria chamada Brasil, onde os mais pobres estão cada vez mais pobres, e os ricos cada vez mais ricos. Hoje não podemos confiar nem na justiça, pois de juiz a advogados, vemos que existe uma corja de maus elementos, corruptos, desonestos,e cada dia mais, massacrando a grande massa de trabalhadores deste País.
Podemos ver que nos dias atuais, já existe uma grande massa de pobres na rua, com manifestações de todos os tipos, seja o movimento dos sem-terra, dos sem-teto, dos funcionários públicos que há mais de 6 anos não recebem aumento nos seus contra-cheques, apesar de todos os dias os produtos mínimos para a  sobrevivência de um ser humano aumentarem de preços, e existe ainda pessoas neste País que são contra estes movimentos. São estas pessoas que fazem com que nada mude para melhor nesta Nação. São principalmente os detentores do poder público e seus afilhados políticos, os chamados “come-quieto”, onde só pensam em benefício próprio,esquecendo as mazelas da maioria do povo brasileiro.
Temos “auxílio paletó”m “auxílio moradia”, auxílio refeição”, auxílio combustível”, auxílio para tudo, menos para a grande massa de trabalhadores desta Nação. Eleitos que foram para defender os interesses deste País, para o ser crescimento, hoje os mesmos só defendem seus próprios interesses, esquecendo a demanda que assola cada dias mais em todos os sentidos, seja na saúde, segurança, educação, moradia, transportes, enfim um conjunto que fazem um país crescer, onde cada dia que passa a injustiça social aumenta cada vez mais neste imenso território, podendo chegar a uma guerra civil sem precedentes, se estes homens detentores de cargos públicos não se voltarem de imediato para o grande mal que toma conta desta Nação, que é a má distribuição de renda.
Basta de demagogia, de economia globalizada, centralizada e comandada pelas regras dos norte-americanos, onde quem manda é o perigoso e massacrador FMI, que vive às custas da miséria de países como o nosso, onde só visam o lucro, esquecendo o outro lado moeda, o “ser humano”.
Saúde não existe mais, segurança acabou faz tempo, moradia digna são poucas, crianças jogadas nas ruas a pedir esmola, trombadinhas assustando os moradores das metrópoles. Salário, o que é isso? Mal dá para se alimentar, e os poderosos ainda têm a coragem de ir a televisão dizer que o País está crescendo, que conseguiu parar com a inflação, que quer ver toda criança na escola, meu Deus, quanta mentira, quanta demagogia.
Vamos nos unir e lutar para um Brasil mais justo, mais digno de se morar e que de fato, tenhamos orgulho de ser brasileiro. Vamos a partir deste ano, que tem eleições, saber escolher candidatos que realmente estejam comprometidos com toda a classe trabalhadora,  não votando naqueles que  fazem da política uma profissão, um cabide de empregos para seus familiares, vamos tirar essa corja de maus políticos que entra ano e sai ano e os mesmos sempre são reeleitos com promessas demagógicas e analisar cada um dos candidatos, da sua conduta, da sua moral, pois só assim, um dia este País será aquele que eu imaginava na minha infância.
Abaixo os corruptos, os miseráveis, enganadores das classes mais pobres. Vamos ser acima de tudo brasileiro que quer ver seu País progredindo em todos os sentidos, com trabalho, moradia, alimentação, educação, segurança, saúde e lazer para todos sem exclusão.

Serra Talhada, 01 de junho de 2000.
Boiba
Enviado por Boiba em 18/07/2006
Código do texto: T196424
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Boiba
Serra Talhada - Pernambuco - Brasil, 59 anos
18 textos (1210 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:13)
Boiba