Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PREÇO DA MÃE


Mãe tem preço ?
É  claro que tem: para algumas pessoas.
Você já não ouviu dizer que existem pessoas que vendem até a própria mãe para conseguir o que desejam ?
Eu conheço algumas delas.
Essas pessoas , na realidade, não são  reconhecidas pelos seus pares como filhas da mãe, mas sim como  filhas de outra categoria profissional que existe desde os tempos de Cristo.
Mais uma constatação de que algumas pessoas acham que mãe tem preço  , é o resultado de uma consulta no Google , do tipo “ preço de mãe”, após a qual, aparece na listagem de sites , por exemplo ,  um texto que  diz: “ eu acho que tem que estabelecer algum preço da mãe a partir de onde vc vai virar a mão até lá...”.
Eu, particularmente, não aceito a idéia de que qualquer ser humano, seja ele qual for, deva ou possa ter um preço, principalmente se esse ser humano for mãe, e mais principalmente ainda se for a minha.
Já no meu tempo de moleque, qualquer briga em que um xingasse o outro de fdp, logo ouvia como resposta: não coloque a mãe no meio senão eu coloco...
Depois dessa resposta contundente, não dava outra: ou a discussão acabava em briga feia, ou simplesmente mudava-se de assunto, tudo dependendo do respeito e amor , maior ou menor, que os adversários devotavam às suas respectivas genitoras.
Tendo tudo isso em vista, se para mim, dar preço para mãe é impossível, mais difícil ainda é falar sobre ela, considerando-se que tenho a impressão de que sobre ela já falaram tudo, só me restando lembrar um texto de autor desconhecido:
"Quando você sentir vontade de chorar, não chore. Pode me chamar que eu choro por você. Quando você sentir vontade de sorrir, me avise, que venho para nós dois sorrirmos juntos. Quando você sentir vontade de amar, me chame, que eu venho amar você. Quando você sentir que tudo está acabado, me chame, que eu venho lhe ajudar a reconstruir. Quando você achar que o mundo é pequeno demais para suas tristezas, me chame, que eu faço ele pequeno para sua felicidade. Quando você precisar de uma mão, me chame,
que a minha é sempre sua. Quando você precisar de companhia, naqueles dias nublados e tristes, ou nos dias ensolarados, eu venho, venho sim. Quando você estiver precisando ouvir alguém dizer: eu te amo! , me chame que eu digo isso a você a todo hora, pois o meu amor é imenso. E quando você não precisar mais de mim, me avise, que simplesmente irei embora, orando por você."
Isso é ser mãe , e isso não tem preço.


        ANTÔNIO CARLOS TÓRTORO
   PRESIDENTE DA ACADEMIA RIBEIRÃOPRETANA DE EDUCAÇÃO
                                               ancartor@yahoo.com

Tórtoro
Enviado por Tórtoro em 18/07/2006
Código do texto: T196735
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tórtoro
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 67 anos
176 textos (27939 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 07:53)
Tórtoro