CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

ARTE E APRENDIZAGEM

Como a arte pode ser uma aliada para trabalhar com alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem

Apesar do conceito de dificuldades de aprendizagem apresentar diversas definições e ainda ser um pouco ambíguo, é necessário que tentemos determinar à que fazemos referência com tal expressão ou etiqueta diagnóstica, de modo que se possa reduzir a confusão com outros termos tais como “necessidades educativas especiais“, ”inadaptações por déficit sócio-ambiental”, etc

Num passado ainda próximo, nos casos detectados, geralmente a criança era encaminhada para classes ou escolas especiais que ofereciam um ensino diferenciado. Com isso acabava por tornar-se estigmatizada e fazer parte de um segmento social marginalizado, onde as possibilidades de ampliação de suas potencialidades eram reduzidíssimas. Apenas com a chancela do médico, na maioria das vezes, a criança com dificuldade de aprendizagem passava a ser considerada, por muitas pessoas, como um ser incapaz de criar e produzir conhecimento.

A arte aplicada à aprendizagem, integrada a outros recursos expressivos numa relação de complementação nos possibilita trabalhar a pessoa, de dentro para fora, focando primeiro o processo para posteriormente lograr, no ritmo e limitações particulares de cada criança, os resultados mais adequados e que, eventualmente, podem ficar aquém ou até ultrapassar aqueles angustiosamente esperados.
A arte solicita do artista introspecção, reflexão e concentração. Enquanto criam, as pessoas ficam calmas, atentas e os resultados esperados de desenvolvimento e superação de dificuldades são conseqüências naturais.

A arte–terapia é uma abordagem terapêutica que utiliza conhecimentos oriundos dos campos da Psicologia, da Filosofia e da Arte. Na arte-terapia trabalhamos com os chamados mediadores de expressão (artes plásticas, teatro, dança, música, jogos cooperativos, contos de fadas, etc)

Entre outros objetivos a arte–terapia irá atuar no trabalho com os alunos:

- Estimulando a criatividade e a imaginação, dois recursos indispensáveis para compreender outras áreas do conhecimento humano. Os exemplos são variados. Os períodos históricos podem ser mais entendidos quando se comparam às produções artísticas de cada época. Escolas usam trabalhos manuais como apoio ao desenvolvimento da leitura e da escrita. As pinceladas geométricas dos pintores cubistas, as dobraduras de origami são excelentes auxiliares no ensino de Geometria. E letras de música e apresentações teatrais fazem parte da estratégia didática de disciplinas como Geografia, Educação Sexual, Histórias e Ciências.

Elaborado por Juliana Miranda Querino de Oliveira - trabalho escolar - Faculdade Fora da Sede (UNITAU)


Juliana Miranda Querino de Oliveira
Enviado por Lourenço Oliveira em 02/08/2006
Reeditado em 13/05/2012
Código do texto: T207620
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Lourenço Oliveira
Salesópolis - São Paulo - Brasil
1119 textos (98618 leituras)
22 e-livros (1232 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/08/14 04:05)