Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No mesmo dia

Dois bons amigos, de convivência de longa data, vivendo cada qual suas próprias experiências de vida, em posições bem diferentes quanto à atividade profissional e vivência familiar, viveram fato bem peculiar.

            A esposa de um deles comentou numa roda de amigos, onde o outro também participava, que naquele dia era aniversário do marido. O amigo ficou muito surpreendido, pois naquele dia também era seu próprio aniversário. Ambos, amigos há tanto tempo, não sabiam que aniversariavam no mesmo dia.

            Aí o (in) esperado. Ele ligou para o amigo cumprimentando-o pelo aniversário, no que igualmente foi cumprimentado, também pelo aniversário, óbvio, pois a esta altura a esposa já havia comentado com o marido. Aí as alegrias se multiplicaram entre os velhos amigos.

            Uma coincidência apenas! Sim, apenas uma coincidência.

            O fato, porém, pode ser utilizado para pequena comparação.

            Quantos fatos comuns, idéias idênticas defendemos com pessoas amigas, porém, nunca partilhadas. Na acomodação, na indiferença, na distração, deixamos de ampliar os intercâmbios afetivos que tanto bem fazem.

            Daí a importância de sermos mais transparentes, mais abertos, mais comunicativos. Sempre teremos o que aprender, o que ganhar – no sentido construtivo –, quando deixarmos a timidez de lado e expormos com mais clareza nossas idéias, sentimentos, objetivos, aspirações, projetos. Este partilhar de experiências promove muitos crescimentos e alegrias.

            Percamos o medo de partilhar. Quem guarda só para si perde a chance de distribuir alegrias e viver as alegrias que a vida proporciona nos intercâmbios sinceros da amizade, este nobre sentimento que une as criaturas.

            A prevenção exagerada, o medo, a timidez são bloqueios emocionais. Claro que a prudência e o bom senso, em tudo, nunca podem estar ausentes, mas a presença de doses ponderada de espontaneidade e naturalidade sempre trará benefícios para todos. Nos sentiremos melhores. E, convenhamos, o que mais precisamos, é qualidade de vida! Esta, a qualidade de vida, pode ser conquistada também nos relacionamentos espontâneos.
Orson
Enviado por Orson em 09/08/2006
Código do texto: T212599
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orson
Matão - São Paulo - Brasil, 56 anos
298 textos (94300 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:45)