CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

ATO POLÍTICO: o que é isso?

“Porque gado a gente marca Tange, ferra, engorda e mata. Mas com gente é diferente… Se você não concordar, não posso me desculpar. Não canto pra enganar; vou pegar minha viola, vou deixar você de lado, vou cantar noutro lugar.” (Chico Buarque, 1968)

Tudo é um ato político
As vezes nem é preciso falar muito
As atitudes falam por si.

As suas ações
Sua falta de decisão
Tua falta de cumplicidade
Essa sua falta de reação, não é também um ato político?

As nossas atitudes ou a falta delas, suplantam as nossas palavras
Se falamos pouco mas somos solidários, é isso que interessa
Se falamos muito só para desmobilizar uma luta de todos, somos covardes.
Alguns, para não encarar uma paralização ou uma greve justifica a sua ausência dizendo que está endividado e tem contas a pagar
Outros fala que o sindicato não faz nada, porém, jamais está presente numa reunião ou assembleia
As velhas desculpas são repassadas de geração a geração, desde Adão.
Os mínimos gestos falam por si

Quer saber por que? Porque tudo é um ato político!

A nossa falta de opinião
Tua mediocridade
Essa sua inércia
Essa sua paralizia cerebral
Tua indiferença
São coisas que nos fazem muito mal
Faz mal à sociedade
Essa sua postura me enoja, já que não passa de um pobre com cabeça de burguês.
Igual a ti já encontrei muitos por ai!

Esse teus discursos vazios e retrógrados
Os teus pensamentos obsoletos
Essa sua fala desprovida de conteúdo
Esses velhos paradígmas e chavões
Essa verborragia de palavras que despeja sobre os outros tentando-se justificar
 A tua atitude covarde fala por sí, e revela de que lado tu estás

Essatua omissão demonstra que na sociedade tu não passa de um parasita mal informado.
Mas a sua ignorânsia não o deixa ver

Que tudo é um ato político!
Qualquer atitude de ir ou não
De correr ou revidar
De ouvir e não escutar
Isso é um ato político!
Tua indiferença e...
Essa tua alienação, também é proposital
E essa tua suposta neutralidade, também não é um ato político?
E essa tua nulidade perante os fatos
Você se diz imparcial, mas na hora "h" de que lado você estará?
Claro, do outro lado, contrário aos seus iguais
Olha quem está na foto, ao lado dos nossos rivais...
Disfarsado, lá está você, apertando a mão do diabo.

Qual sempre foi a tua desculpa mediocre?
Você sempre disse as mesmas frases e as mesmas coisas:
"Ah, não adianta lutar, sempre foi assim, nada iá mudar".
Você diz: "Muitos lutaram no passado, e onde eles estão? Morreram...".
Você é mesmo um covardão, mal sabe que tudo que hoje desfruta só foi possível porque alguém morreu lutando por você
Mesmo sem lhe conhecer, acreditou que a futurra geração (VOCÊ) iria poder ter uma vida um pouco menos sofrida, e você ignora.

Essa tua apostasia barata e falta de fé em si mesmo só tem um nome:
- Apostata e pregador da opressão.
- Incentivador da desunião
- Desmobilizador de movimentos
- Pequeno burguês girondino

Quando diz que é apolítico, torna-se mais político que todos...
Torna-se cúmplice da miséia.

Tudo é um ato político!

A inutilidade dos bestializados
A mentira sinsera dos alienados
A imparcialidade que repousa sobre os teus atos
A decisão de não participar

Tudo é um ato político!

É um ato político...
- Não entrar na discussão
- Se contentar em ficar assistindo
- Fazer parte da inerte platéia
- Contentar-se em ser figurante de um processo
- Não ser protagonista
- Ser mero telespectador passivo
Todas essas coisas são atos políticos.

- Curvar-se perante os outros
- A postura mediocre de se conformar
- Os argumentos vazios e evasivos
- Os discursos conservadores

São atos políticos!

- O comodismo
- A adaptação
- A falta de visão crítica

Tudo é um ato político!

O desinteresse pelos assuntos pertinentes

Os alienados que perguntam
- Por que os inconformados nunca estão contentes?

Isso também é um ato político.

-Deixar de ver o óbvio também é um ato político!

Tudo é um ato político...

Quando se anula o voto
Quando se insentiva os outros a anular
Isso é um ato político.

Quem anula seu voto, não tem direito a voz e se anula como pessoa.
Tem gente que se anula por não ter informação, mas você não, se julga tão inteligente, mas se anula por negligência e falta de compromisso com a nação.
Você com essa pôse de santo, sabe qual é o teu maior pecado?
O teu maior pecado é o da omissão.
Você se nega a participar
Foge das discussões
E como um sociopata antipático não quer nem saber o que está acontecendo, depois reclama da vida, do governo (que você elegeu) e daqueles que fazem parte do teu grupo.

Qual é a correta atitude de um cidadão...?

Omitir, quando a ordem é participar?
Recuar, quando a ordem persistir?
Retroceder, quando a ordem é avançar?
Ceder, quando a ordem é ganhar?
Desistir quando a ordem correr?
É meu caro, assim é muito fácil perder.

Qual a tua decisão?

Resistir quando é ordem é vencer?

Tudo constitui num ato político.

Quando dizemos sim, se a ordem é dizer não
Quando dizemos nao, se a ordem é dizer sim
Se abaixamos nossa cabeça
Quando nos conformamos

Tudo é um ato político.

É um ato político:
- Ficar esperando as coisas acontecerem sabendo que...
- Quem espera nunca alcança!

De tanto esperar, envelheceu a esperança
A fé ficou caducou
E quem esperou, morreu.

Por que se deixou catequizar?

Por que se deixou doutrinar?

Com certeza grande coisa não fez.

Deixou de ser gente
Queria tanto ter-te como aliado nessa luta
Que pena que deixou de ser agente promotor de mudanças
Tornou-se apenas um número na sociedade dos alienados
Você pegou em pedras para atirar naqueles que tentou lhe tirar da caverna
Tornou-se mestre e doutor da mesmice:
-os mesmos argumentos
- a mesma opinião
- a mesma mente formatada
Parece até que colocaram um chip em você!
Deletaram tuas ideias
Sugaram o teu cérebro
Configuraram teu HD
Reduziram tua memória
Já não processas bem as informações que te chegam ati
Virou máquina
Tua arrogância impertinernte levou-te ao pódio entre os reacionários
Virou PHD na arte da ignorância.
Deixou de ser cidadão
Foi coisificado
Quando transformou Deus em religião

Isso também é um ato político!

Tem gente que olha, mas não vê
E quando vê, não enxerga

Tem aquele que enxerga, mas não percebe
Nunca diz nada.

Tem gente que ouve, mas não escuta
E há quem esculta, mas não ouve.

Estou falando em metáforas
Mas para um bom entendedor dizia o meu professor...
Um pingo no í é letra

Há pessoas que falam, mas são mudas
Há também os mudos que falam.
Mas tudo isso constitui num ato político.

São atos políticos...
O teu jeito de ver
Teu jeito de ouvr
O teu modo de falar
Não tem como se esquivar
Não tem como se excluir
Todos somos responsáveis.

Podemos cantar uma música ou mesmo iludir as pessoas com uma boa mixagem
Podemos até fingir que cantamos
Mas um dia, alguém irá descobrir
Que nossa música não passou de uma farsa
Que a nossa dança foi apenas uma imitação barata
Fingimos a vida inteira e não fomos felizes
Estávamos apenas dublando
Repetindo frases dos outros
Isso é um ato político.

Quando ouvimos de alguém, uma porção de asneires- termo chulo derivado de “asno” - perguntamo-nos :
- Por quê?
É que ninguém nos leva a sério!

O brasileiro aprendeu a torcer
Aprendeu a rezar
Aprendeu a orar
Aprendeu a ligar e desligar a TV
O brasileiro foi catequizado
Doutrinado
Mas não aprendeu a questionar as coisas.

Como no Mito da Caverna, quem tenta conscientizar um cavernoso vira motivo de chacota
Seus próprios colegas olham-no desdém
Até esse olhar com desdém é um ato político.
Suas ironias, também.

Tudo é um ato político!

Ler e não interpretar
Conhecer um fato, mas ignorar processo
Ver a parte, mas não enxergar o todo
Ficar admirando estrelas, olhar a constelação

Tudo é um ato político!

Depende do ângulo e da visão
Depende da referência que se tem
E também da posição.

Se olharmos em direção ao Sol, podemos nos perguntar:

O que está parado?
O que está girando?
Será mesmo a terra?

Quando Galileu fez essa indagação
O pobre quase morreu na fogueira da santa inquisição.

O universo está parado, diziam os religiosos

Para os alienados continua assim...
A Terra continua parada.

Os países ricos ficam ao norte
Os pobres, no emisfério Sul
Essa é a Geografia da alienação!
A Terra é plana, tem sereias no mar...
Será?

Tudo no universo está mem movimento

Mas para o alienado o mundo está parado...

Isso também é um ato político.

Tem gente dando voltas entorno do próprio rabo, sem sair do lugar
Seus discursos são vazios
Há quem queira justificar o injustificável
Cuidado companheiro!
A inércia de quem não não aprendeu a lutar...
Pode lhe contaminar.
A cegueira dos cegos...
Também pode lhe cegar.
A surdo dos surdos, também poderá lhe ensurdecer.
Um dia lhe direi...
- Como o mundo dá voltas, não?
Hoje você é quem manda
Amanhã poderá ser outra pessoa

Você riu dos outros
Subestimou e zombou
E agora?
Quem sabe do amanhã?
Todo poder é efêmero, meu amigo
Nada é eterno
Esse mundo é pequeno
Hoje é você quem dá as cartas
Amanhã quem comandará o jogo?
Acreditar que nada irá mudar?
Besteira!
A história é dinâmica
Tudo mudará um dia
Queira você, ou não

Tudo é um ato político!

Qual é a tática dos opressores?
Fazer você mesmo você acreditar que o poder é eterno
Mas sabe qual é a maior arma dos oprimidos?
É a sua consciência
Quem sonha faz da luta
A sua resistência.

Tudo é um ato político!
Olinuap Onabra Muhammed
Enviado por Olinuap Onabra Muhammed em 09/03/2010
Reeditado em 14/10/2011
Código do texto: T2129924

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Olinuap Onabra Muhammed
Jandira - São Paulo - Brasil
219 textos (137736 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/07/14 15:26)