Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sabedoria budista

A doutrina budista apresenta quatro verdades fundamentais: 1) a dor existe; 2) toda dor tem uma causa; 3) É preciso eliminar a causa da dor e 4) É preciso saber qual a melhor forma de destruir essa causa.

A mesma doutrina apresenta tres caminhos para evitar a dor:

a) ter consciência reta; b) ter um coração que ame e c) ter mãos operosas no bem.

Tanto os quatro primeiros itens, quanto os tres caminhos apresentados por Buda são de grande sabedoria.

Sim, a dor, ali representando as angústias e aflições humanas ou as doenças propriamente ditas, é mesmo um elemento sempre presente na vida humana. Quem não sofreu ontem, poderá sofrer hoje e caso não esteja sofrendo com certeza enfrentará alguma dor no futuro. Repito, não propriamente dor física, mas uma dor moral, uma aflição, etc. Esta não é uma posição pessimista, mas apenas a realidade do mundo que vivemos.

Porém, a mesma ou toda dor tem uma causa. E esta causa não é externa. Excetuados os casos de acidentes dos quais não tivemos culpa, as dores, aflições, angústias ou sofrimentos originam-se em nós mesmos. Normalmente os causadores são a preguiça, a raiva, a mágoa, a vaidade, o ciúme, o egoísmo, orgulho ferido e por aí vai...

E para voltar a um estado de harmonia é preciso eliminar a causa, que está dentro de nós mesmos. Qual a melhor maneira? Aprendendo a viver e a conviver. Isto requer mudança de postura e comportamento. E principalmente mudança para atitudes solidárias e tolerantes, em seu amplo sentido. E por fim, a consciência reta (honestidade mesmo!), aliada ao sentimento de amor ao próximo, inclusive no sentido de compreensão das dificuldades alheias, o que fatalmente levará a colocar as próprias mãos para o bem geral, constituem a verdadeira proteção aos desarranjos da invigilância moral que vivemos.

Na verdade, atitudes de raiva, medo, desespero, impaciência destroem as defesas naturais do organismo, porque guardamos o veneno e então... adoecemos. Por isso, não existem doenças, mas simplesmente doentes. Vale refletir sobre o assunto.

A propósito, Buda viveu 80 anos. Seu nascimento data de 500 anos antes de Cristo. Espalhou sabedoria, mas ainda não foi compreendido, como tantos outros.
Orson
Enviado por Orson em 10/08/2006
Código do texto: T213256
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orson
Matão - São Paulo - Brasil, 56 anos
298 textos (94299 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:56)