Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maurício Faracco e Dilce Ferreira

Estamos em agosto, mês de aniversário de Mineiros do Tietê. Fico sempre pensando no que escrever para homenagear minha querida terra natal, berço de meu aprendizado e vivência até os 40 anos. Cidade querida, sempre presente em meu coração.

            Tenho percebido que a melhor forma de homenagear a cidade é homenagear ilustres personagens de sua história.

            Quem não conheceu Maurício Faracco e Dilce Ferreira em Mineiros do Tietê?

            Parece-nos que todos convivemos com ambos, afinal fizeram parte da história da cidade. Ele, o homem dos mil instrumentos, o regente da fanfarra, o inspetor de alunos, a pessoa que tinha solução para inúmeros desafios que pudéssemos lhe apresentar.

            Ela, Dilce, a funcionária da Caixa Estadual, da Coletoria. Nos últimos anos, batalhadora incansável pelas atividades assistenciais desenvolvidas pela conhecida entidade espírita da cidade.

            Interessante porque ambos lutaram por causas sociais. O lar de idosos a que ambos se vincularam tiveram benefícios diretos de sua atuação. Dilce durante anos seguidos batalhou pela conquista de recursos, especialmente com a venda das famosas pizzas, para sustento e viabilidade das atividades mantidas por aquela entidade. Maurício foi o responsável direto pela conclusão do prédio que hoje abriga o citado Lar. Mas não foi só. Mais de 20 anos depois esteve à frente novamente para reformá-lo e modernizá-lo.

            Não tenho dados biográficos de nenhum deles. Mas isso não é tão importante assim, quanto a datas ou detalhes pessoais. O que fica mesmo é o trabalho executado, que nunca se perde e gera sentimentos inapagáveis de saudade e gratidão.

            Em mais um aniversário da cidade, gostaria de dirigir-me às queridas amigas e  irmãs Ferreira, Nilce e Zilda, dirigindo-lhes meu abraço de gratidão pelo significado das três irmãs na vida da cidade. E também à Ruth, Roberto e René. Claro, amigos e conhecidos de todos nós.

            Interessante porque os laços da vida humana são mesmo insondáveis. Ruth e Nilce, familiares de Maurício e Dilce, entrelaçaram suas vidas na conhecidíssima e competente Girassolzinho Dourado, igualmente fazendo história na cidade e que muito beneficiaram a vida de nossas famílias, nos primeiros anos da iniciação escolar de nossos filhos.

            Nilce e Zilda sentem-se saudosas da querida irmã, o que é muito natural. Ruth e irmãos igualmente recordam-se saudosos de Maurício e Paulina. Gostaria de dizer-lhes, todavia, que tais criaturas deixaram marcas indeléveis nos corações de todos nós. Agora, no aniversário da cidade, parece-nos que nos voltam à memória, e percebo que recordar-lhes a lembrança, a dedicação, o trabalho, em prol da família ou da cidade, é uma bela forma de homenagear nossa querida Mineiros do Tietê!

            Obrigado Dilce! Obrigado Maurício. Vocês sempre estarão em nossos corações. É verdade que a saudade muitas vezes dói, mas também é verdade que nada apaga a gratidão que sentimos pelos benefícios que todos recebemos dessas nobres almas.

            Parabéns Mineiros do Tietê pelos filhos que acolheu, pérolas valiosas da vida humana...
 

 

 



Orson
Enviado por Orson em 17/08/2006
Código do texto: T218587
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orson
Matão - São Paulo - Brasil, 56 anos
298 textos (94308 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:00)