Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A importância da fonética e fonologia no ensino da língua

 Sirlane Santos¹

O objetivo do presente texto é analisar de maneira sucinta a importância da fonética e fonologia, enfatizando o ensino da língua, utilizando como procedimento metodológico alguns fragmentos de autores que abordam essa questão. O presente texto possui a intenção de provocar uma discussão acerca das relações que se estabelecem entre som e escrita. Ter consciência dessa relação, provavelmente ajudará a resolver alguns tipos de erros ortográficos.
Segundo Simões (2006), “não é de hoje que são discutidos os problemas fono-ortográficos que atravessam a aquisição da modalidade escrita da língua” (p. 48). É importante ressaltar também, que não é somente com crianças que ocorrem dúvidas no momento da grafação de algumas palavras, volta e meia, somos surpreendidos sobre a escrita de um item lexical, principalmente se a palavra não for de uso frequente em nosso cotidiano. Nesse momento, somos obrigados a recorrer a um dicionário para nos direcionar como escrever corretamente a palavra almejada. Pois, é muito comum a existência de palavras que são fonicamente semelhantes e graficamente diferentes.
A questão é: como explicar aqueles que estão no processo de alfabetização essa complexidade que a língua nos apresenta? Como justificar, por exemplo, que a palavra assento/ acento, possui a mesma pronúncia, porém significados distintos e grafias diferentes? São questões como essas, que fazem com que se tornem mais complexos o processo de alfabetização para os falantes da língua materna. Corrobora o que Maria Raquel Delgado- Martins menciona “a escrita, na transposição de fonema para grafema, exige o estabelecimento de uma relação quase sempre não-unívoca entre o oral e o escrito. Assim, um fonema pode corresponder a vários grafemas e um mesmo grafema pode corresponder a vários fonemas da língua” (1992, p. 12).  E nesse sentido o professor deve promover nos alunos uma consciência entre o modo oral e escrito da língua.
Desse modo, fica explicito que a fonética e a fonologia age de maneira concreta ajudando no ensino da língua. Os docentes desse campo devem ter um cuidado especial no momento da alfabetização, pois, é notório que muitas crianças apresentam grande “apego as formas fonéticas” e acabam grafando algumas palavras da mesma forma que se fala.














Bibliografia
DELGADO-MARTINS, Maria Raquel, «Eu falo, tu ouves, ele lê, nós escrevemos», in Delgado-
Martins, M.ª Raquel et al., Para a didáctica do Português. Seis estudos de linguística, Lisboa, Edições Colibri, 1992, 5-22.

SIMÕES, Darcilia. Considerações sobre a fala e a escrita: fonologia em nova chave. São Paulo: Parábola Editorial, 2006, 47-62.
Sirlane Silva
Enviado por Sirlane Silva em 12/04/2010
Código do texto: T2192382
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sirlane Silva
Capim Grosso - Bahia - Brasil
10 textos (26634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/12/14 22:52)
Sirlane Silva



Rádio Poética